X
X

Diário da Região

17/01/2018 - 17h38min / Atualizado 22/01/2018 - 10h56min

Exercício físico

Dá pra se exercitar sem suar a camisa

Cinco modalidades para quem quer ficar em forma, mas odeia ficar suado

Empresária e instrutora de ioga, Bianca Carrazzone
Empresária e instrutora de ioga, Bianca Carrazzone

Você vai para a academia e começa a se exercitar e em pouco tempo sua roupa está ensopada. Também pudera, o corpo humano tem mais de três milhões de glândulas sudoríparas e ao praticar uma atividade física, os movimentos aumentam sua temperatura e, para que as funções continuem sob controle o suor entra em ação. É mais ou menos assim: quando estamos com calor, o corpo libera pequenas gotas de água que evaporam e causam uma sensação refrescante na pele, o que reduz nossa temperatura, graças à evaporação. Uma pessoa de porte médio se exercitando agressivamente transpira cerca de 0,7 a 1,5 litros por hora. O problema é que essa sensação de corpo molhado não agrada todo mundo.

Não importa o nível de esforço ou o quanto a atividade faz suar a camisa, e sim, a frequência com que é realizada. "A atividade física, por si só, não garante uma boa saúde, pois isso também depende de fatores como a genética e os hábitos alimentares. Mas garante, certamente, mais saúde", afirma o fisioterapeuta Celso Carvalho, professor associado da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Exercícios na água

Pixabay Homem se exercita na água
Homem se exercita na água

Neste tipo de exercício, como a água impede o contato do corpo com o suor, a sensação desconfortável fica de fora. A natação é um dos melhores exercícios porque tem muitos benefícios como alongar e fortalecer os músculos e articulações do corpo, prevenir o aparecimento de lesões, aliviar as dores causadas pela artrite, evitar a perda óssea e diminuir o risco de doenças como diabetes ou hipertensão, por exemplo. Na hidroginástica, por exemplo, todos os músculos do corpo são exercitados e a água favorece o relaxamento das articulações, aliviando as dores e desenvolve a força e resistência do corpo. "Além disso, melhora o ritmo cardíaco e a saúde dos pulmões", explica o cardiologista médico do esporte do HCor (Hospital do Coração), Nabil Ghorayebe. A hidrobike reúne técnicas das aulas de bike indoor com os benefícios da água. Outra vantagem é que além de exercitar a região inferior do corpo, pernas e glúteos, trabalha a região do abdômen, tronco e braços. Também contribui para o fortalecimento da musculatura e também auxilia na recuperação de lesões ósseas, articulares e musculares. E quem levar a sério as pedaladas dentro da dágua poderá perder 500 calorias em uma aula de 45 minutos. Algumas academias já implantaram o circuito aquático, uma aula que reúne a hidroginástica, a hidrojump e a hidrobike.

Ioga

Os nomes são tantos que podem até confundir no primeiro momento: ashtanga vinyasa ioga, bhakti ioga, hatha ioga, iyengar ioga, jñana ioga, karma ioga, kriya ioga, raja ioga, raja vidya ioga, siddha ioga, tantra ioga, kundalini ioga, prakriti ioga. Não importa o nome, uma excelente opção para quem busca maneiras de unir corpo, mente e espírito em equilíbrio e não quer suar a camisa. Praticá-lo regularmente favorece um equilíbrio físico e mental, maior força e resistência, flexibilidade, relaxa e acalma o corpo e a mente e melhora o funcionamento de todos os sistemas (imunológico, digestivo, reprodutor).

"Os resultados do ioga podem ser notados na desaceleração dos batimentos cardíacos, no relaxamento do corpo e uma melhor execução das respirações. Com o passar da prática, sempre respeitando os limites de cada aluno, a flexibilidade e o equilíbrio vão aparecendo, assim como a força e a resistência muscular", explica o educador físico e instrutor de ioga Fábio Gomes. Mas se você quer executar os movimentos com mais tranquilidade sem suar, fuja das iogas modernas como power ioga e hot ioga, por exemplo.

Caminhada em grupo

Fotos: Pixabay Caminhar em grupo traz vários benefícios
Caminhar em grupo traz vários benefícios

Além de promover o convívio social ao sair andando por aí com outras pessoas, caminhar fortalece os músculos e as articulações e melhoram o ritmo cardíaco. Quando os batimentos cardíacos estão relativamente baixos, entre 80 e 100 batimentos por minuto, a temperatura não varia nem um grau. Mas quando há um aumento grande da frequência cardíaca, a temperatura também fica muito mais alta e daí o aumento no suor. Os ritmos mais fortes geram aumento maior de temperatura, portanto fazem com que as glândulas sudoríparas trabalhem mais intensamente. O ideal é começar com trajetos mais curtos e ir aumentando a distância até fazer caminhadas de 30 a 60 minutos, três vezes por semana. É recomendável, por exemplo, começar com uma caminhada de 20 minutos, duas ou três vezes por semana, em dias alternados. "Caminhar libera a endorfina, hormônio que produz a sensação de relaxamento e bem estar", explica o educador físico Danilo Cezar de Souza, personal trainer especialista em exercício físico como terapêutica.

Pilates

Stock Images/Divulgação Mulher se exercita com bola de pilates
Mulher se exercita com bola de pilates

A intensidade da aula de pilates é definida de acordo com a necessidade de cada um. Uma sessão com intensidade pode favorecer o emagrecimento ou manter o foco na definição dos músculos, flexibilidade, consciência corporal e alinhamento corporal. Se a sua for a segunda opção, vai garantir os benefícios do exercício sem suar em bicas. O gasto energético de uma aula de pilates não atinge mesmo nível de frequência cardíaca de uma corrida. Isso significa que você vai suar menos. Segundo a fisioterapeuta, Walkiria Brunetti, especialista em pilates, a modalidade trabalha o corpo de uma forma global, inclusive, na queima de calorias pós-prática. “O pilates também trabalha equilíbrio e, especialmente o fortalecimento do core, o conjunto de músculos que circunda o nosso centro de gravidade. Ele é formado pelos músculos do abdômen, da lombar, da pelve e do quadril. É o core que mantém a nossa coluna estável e a nossa postura ereta”, diz.

Tai chi chuan

Pixabay Homem pratica tai chi chuan
Homem pratica tai chi chuan

A prática que não raramente se repete em outros lugares públicos é o milenar exercício chinês, reconhecido como arte marcial, que combina a meditação com movimentos lentos, suaves, respiração profunda e relaxamento. Por conta da sua intensidade leve, a produção do suor também é mínima. “Os movimentos são circulares e cadenciados realizados em câmera lenta, de forma que o praticante desenvolve uma consciência corporal em profundidade, pode compreender seus limites e superá-los de forma suave, sem correr riscos de se lesionar”, diz Angela Soci, diretora da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan. Outro aspecto está mais do que descrito na literatura científica: os benefícios de se pertencer a um grupo, principalmente se este for comprometido com exercício e com a saúde. “Fazer parte de um grupo melhora diversos aspectos psicológicos, reaviva os laços sociais e tem um efeito direto no comprometimento com o tratamento”, diz o educador físico Márcio Moura Pereira.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso