X
X

Diário da Região

14/01/2018 - 00h00min / Atualizado 14/01/2018 - 00h00min

Telefones conectados

Mas não é só a estética que foi planejada. A tecnologia também tem sido uma grande aliada dos usuários de aparelhos auditivos. Das antiquadas trombetas auditivas, espécie de funil que eram encaixados no ouvido para amplificar o som e normalmente aparece em filmes e desenhos antigos, e dos modelos fixos, que eram enormes e chamavam muita atenção em público, até hoje, muita coisa mudou. Atualmente esses dispositivos ficaram mais arrojados e utilizam alta tecnologia. São dispositivos tão pequenos que desaparecem na mão do usuário. São versões com baterias mais duradouras e modelos que se conectam à internet e outras plataformas.
Com ambientes e usuários cada vez mais interconectados, os aparelhos auditivos desta nova geração possuem conexões sem fio e dispositivos externos que permitem a comunicação com celulares, tablets e smart TVs e controle de programas e ajustes de volume. Um programa, por exemplo, pode detectar a proximidade do aparelho com o telefone e, a partir daí, possibilitar uma conversa mais clara e audível.
“Atualmente, os aparelhos auditivos são muito discretos e com isso não estigmatizam seus usuários. Além disso, os aparelhos trazem tecnologias como a possibilidade de conexão direta com celulares, permitindo aos surdos se conectarem com a TV, tablete e smartphones”, diz a fonoaudióloga Andreia Abrahão, da Direito de Ouvir.
Além disso, com a chegada de transístores, tecnologia que melhora a transmissão do som, a qualidade das próteses aumentou. Alguns modelos do passado amplificavam o som como quando utilizamos as mãos em forma de concha atrás da orelha. Esse gesto consegue ampliar o som em até 12dB (decibéis). Hoje, temos aparelhos para diversos níveis de perda auditiva, que produzem um som limpo e de qualidade ao usuário.
“Quando os aparelhos eram grandes, muitas pessoas ficavam com vergonha de usá-los em público. Hoje temos dispositivos que são quase imperceptíveis e que possibilitam que o usuário conquiste uma audição instintiva e natural. É importante que as pessoas entendam que é preciso superar a vergonha. O uso do aparelho auditivo aumenta a longevidade, afasta doenças como o Alzheimer e ainda melhora a qualidade de vida”, diz Andreia Abrahão.
“Foi-se o tempo em que usar uma prótese auditiva era motivo de vergonha. Os atuais aparelhos para audição estão seguindo a tendência dos óculos, cada vez mais modernos, vencendo o preconceito e se transformando em um acessório moderno entre os usuários”, destaca a fonoaudióloga Isabela Carvalho, da Telex Soluções Auditivas.
No Brasil, um dos principais destaques na área de lançamentos é o aparelho Opn, da Telex Soluções Auditivas, o primeiro ao usuário a possibilidade de se conectar, via internet ou bluetooth, a computadores, celulares e tablets. O usuário ainda tem a possibilidade de decidir quais os sons que mais interessam no ambiente e ajustar o volume do ruído ao seu redor. Segundo a fonoaudióloga Isabela de Carvalho, o resultado é uma audição muito próxima ao normal.
A Phonak também acaba de lançar o Audéo B-R, que dá o start para a classe de aparelhos regarregáveis. Com três horas de carga, permite uma autonomia de 24 horas de audição. As baterias são de lítio, semelhantes a dos celulares. “Muitos usuários, principalmente os mais idosos, acabam aderindo ao uso por não precisar manusear as baterias muito pequenas”, diz a fonoaudióloga Talita Donini, gerente de produtos da empresa.
Até mesmo um aplicativo de celular que permite que você ajuste discretamente seus aparelhos auditivos a seu gosto, e sem dificuldade foi trazido para Rio Preto pelas fonoaudiólogas Angélica Surraila Gomes, Livia Arut e Roberta Tricoli Carneiro para facilitar a vida dos portadores de deficiência.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso