X
X

Diário da Região

17/01/2018 - 23h23min / Atualizado 17/01/2018 - 23h23min

BEBÊ CORRE RISCO

Grávida baleada na cabeça está lúcida

Arquivo pessoal Michelle, de 33 anos, estava grávida de oito meses quando foi baleada em assalto; marido, Wallace, crê em superação
Michelle, de 33 anos, estava grávida de oito meses quando foi baleada em assalto; marido, Wallace, crê em superação

O quadro clínico de Michelle Ramos da Silva Nascimento, de 33 anos, baleada na cabeça no sábado (13) em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, vem apresentando melhora significativa. Ela estava grávida de oito meses e foi atingida durante uma tentativa de assalto. Michelle permanece internada no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Geral de Nova Iguaçu.

Segundo o hospital, desde esta terça-feira, dia 16, Michelle respira sem a ajuda de aparelhos e está lúcida. "O estado de saúde é estável", informou.

O bebê, que nasceu de uma cesariana de emergência, também no sábado, continua sem alterações no quadro clínico. "Ele permanece internado na UTI neonatal da Maternidade Municipal Mariana Bulhões, respirando com ajuda de aparelhos. O estado de saúde é gravíssimo, porém estável", disse, em nota, o hospital.

Michelle deu entrada na unidade de saúde, também conhecida como Hospital da Posse, no sábado, e foi submetida a uma cirurgia para descompressão craniana.

"A expectativa, a cada minuto é sempre uma angústia nossa de observar melhora ou piora. Nesse momento, nós encontramos uma melhora, nessa manhã, graças a Deus encontramos uma melhora, porque logo que ocorreu a lesão foi operada, se faz uma sedação, a equipe médica coloca ela sedada e quando você vem diminuindo a sedação, ela apresentou sinais de mexer membro e abertura ocular. Isso pra gente já é um sinal de melhora, pela lesão grave que ela teve no crânio", disse o diretor do hospital, Joé Sestello.

As equipes médicas de pediatria e obstetrícia avaliaram a paciente e optaram por realizar a cesariana no mesmo momento da cirurgia neurológica. O bebê foi transferido de ambulância com UTI móvel para a maternidade.

A expectativa do pai do pequeno Antônio é que tanto ele quanto a mulher reajam.

"Ela é muito forte e vai sair dessa. Eu creio nisso, e ele vai sair dessa e é ela quem vai falar com vocês. O meu pensamento é esse, de ela falar com vocês, ela explicar a situação, ela falar: agora eu estou bem", destacou Wallace.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso