X
X

Diário da Região

29/01/2018 - 18h28min / Atualizado 29/01/2018 - 18h28min

Painel de Ideias

Domingueiras rio-pretenses

Acordei com tendência a filosofar sobre a vida, e até me ocorre que a de muitos aqui do bairro se parecem demais com essa lição de bongô ou com uma crônica de Rubem Braga. Nunca chega a formar uma linha melódica contínua

Divulgação Alaor Ignácio | alaorig@uol.com.br
Alaor Ignácio | alaorig@uol.com.br

Em um bongô (ou seria uma bateria? Um atabaque?) ao longe, alguém estuda uma lição com um tatibitaque lento, que deveria ser mais ritmado, imagino daqui, vagamente. De mais distante, aos poucos, torna-se audível o ruído contínuo de um motor, que pode ser o do fumacê contra a dengue ou o da motocicleta daquele vizinho astrólogo do outro quarteirão. Conheço o sujeito há certo tempo. Não sei se faz outra coisa da vida, senão entupir a cidade de roncos de motos e mapas astrais; houve um dia em que consultou seus oráculos celestiais e me garantiu 96 anos de vida, paz, harmonia, poder e riqueza.

Confesso que tenho medo do enfado. Não preciso de tantos prognósticos. A paz e a constante harmonia remetem-me a pensar que serei um idiota feliz, pacificamente conformado e harmoniosamente submisso a todas as imposições políticas, sociais e legais (claro, passa-me pela cabeça a mísera aposentaria). Enfim, um inocente inútil. O poder que me bastaria seria o que garantisse mandar no meu próprio nariz, e quanto à riqueza, bastava-me que ela me tirasse da aflição da pobreza.

A módica colaboração que o sujeito me pediu para ajudar o asilo de São Vicente em troca do mapa astral, ainda me concedeu de lambuja cinco filhos e doze netos, o que me levou à conclusão de que os astros devem estar loucos. Estrelas e planetas são exagerados.

A Tami, o Boris e o Karamázov, os três basset hounds aqui de casa, por vezes emitem sutis grunhidos, lamuriosas simulações de choros, uivos de tristeza, latidos alusivos à alegria ou à desconfiança de algo que se passa na casa. No geral, porém, são prudentes e objetivos, e nunca dizem nada, o que lamento, pois devem ter uma visão muito particular do que acontece por aqui ou nas alturas celestiais.

Não se ouve mais o motor inconveniente. O bongô (ou seria a bateria, atabaque?) recomeça seus bum-buns praticundus, teimosos e soltos no ar. Indecisos. Confesso, acordei com tendência a filosofar sobre a vida, e até me ocorre que a de muitos aqui do bairro se parecem demais com essa lição de bongô ou com uma crônica de Rubem Braga. Nunca chega a formar uma linha melódica contínua. É cheia de pontos soltos, sem ritmo ou cadência harmoniosos.

Passa o Seo Luís, o varredor. Mesmo manco de uma perna, trabalha com afinco. É grisalho, sereno. Ele me parece digno, empurrando com sincronia e harmonia seu carrinho coletor de lixo, em concomitância ao recolhimento dos montinhos metodicamente montados com a vassoura. Sua presença deixa a rua mais solene. Ninguém tem a menor dúvida de que ele é um ser humano útil.

Confesso que aos domingos não ouso dizer o mesmo de mim. Mas, enfim, trabalho a semana toda e como o astrólogo motociclista ou o tocador de bongô (seria bateria ou atabaque?), acho que mereço esse ócio desafinado. Ou quem sabe, uma longeva cervejinha gelada.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso