X
X

Diário da Região

30/01/2018 - 23h24min / Atualizado 30/01/2018 - 23h24min

Cartas do Leitor

Reforma

Todo cidadão brasileiro, em sã consciência, sabe que o atual sistema eleitoral, político e administrativo é inapropriado para atender os legítimos anseios da população. Assistimos toda sorte de equívocos, impropriedades, incapacidades, excessos de personalismo, crimes, etc. O único avanço que se observa, nos últimos anos é a proibição de doações por empresas às campanhas eleitorais. Mesmo isso, deixa grandes brechas às práticas lícitas. Então, qual a solução ou o caminho? O leitor poderá, à primeira vista, me qualificar de radical, ou elitista, principalmente à luz do uso indevido das palavras "direitos democráticos", que servem muito bem para encobrir a sequência de abusos.

Defendo aqui o aprimoramento da representatividade da população pelos políticos e me apoio nestes pontos: 1) A comprovada capacitação dos candidatos aos cargos, através de provas, certificados de cursos, conhecimento da ideologia do seu partido, etc.; 2) A comprovada capacidade para exercer o direito do voto, por parte do eleitor, através de prova que demonstre seu conhecimento básico em cidadania.

Não deve haver nenhum espanto por parte do leitor, pois é notório que para exercer cargo público, deve-se passar por concurso. Até mesmo para ser condutor de veículos é exigida habilitação. Tão ou mais importante é administrar, fazer leis nos âmbitos dos governos municipal, estadual e federal.

Hoje, é quase impossível dizer que os eleitores escolhem seus candidatos de maneira consciente. No máximo, grosso modo, vota-se no menos pior. Sugiro que lutemos para instituir na rede escolar (Ensino Médio) uma disciplina que envolva conhecimentos básicos sobre: Política, Administração Pública, Legislação e Cidadania.

Márcio Arbex, Rio Preto.

Raciocinando

A pessoa tomada pelo ódio, deixa de raciocinar fica focada naquele sentimento, contra uma pessoa que ela nunca viu. A pessoa que possui odiosidade na alma, no coração, querendo destruir uma família, uma pessoa, transmite aos demais membros através de redes sociais, grande mídia e tudo o mais que possa usar, envolvendo pessoa de boa índole ao seu favor. Por que espalharam esse ódio contra o PT e seu representante maior, senhor Lula?

Porque quando quando assumiu a presidência do pais, acionou e equipou o Ministério Publico e a Polícia Federal para que entre outros deveres, julgassem os políticos faltosos, que até então eram julgados pelos caciques dos partidos. Esses se indignaram pois perderam o status de julgadores.

As verbas parlamentares que eram entregues aos Deputados Federais e Senadores para serem distribuídas em seus currais eleitorais, secaram. Durante o governo Lula/Dilma as prefeituras e estados recebiam suas reivindicações diretamente de Brasília, sem necessidade de intermediação dos deputados e senadores. Entenderam? O PT então, passou a ser odiado por eles assim como o operário de uma fábrica tem ódio dos robôs que lhes tiraram as funções o cortador de cana também das maquinas que os substituíram.

Se houvesse mesmo dignidade já, era sugerirem a eles outros recursos e não envolver o país, que por pouco não entrou em Guerra Civil. Nosso povo católico, cristão, temente a Deus, não merece carregar na Alma, no coração um sentimento tão ruim.

Ah, o Brasil que eu desejo entre outras coisas, é que os nossos políticos não mais usem o povo como kamikaze, para suas reivindicações.

Egberto Xavier de Almeida, Rio Preto.

Collor

Difícil de acreditar mas, na política brasileira tem de tudo. Em 1989, a Globo apresentava para os brasileiros, o seu escolhido como candidato à presidência da república o Sr. Collor de Mello, com o slogan "caçador de marajás", e garantiu ao "sistema", sua continuidade, já que Sarney não elegeria o sucessor nem com ajuda de todos os santos e nem com ajuda da grande mídia (o 4°Poder), que preferiu arquitetar um "salvador da pátria", e o elegeram.

Naturalmente, todos os presidentes até então escolhidos pelo "sistema", deviam obrigações que o obrigavam a cumprir o regulamento, não contrariando o lobby pré-estabelecido pelos caciques do Congresso Nacional, o poder dos poderes. Eleito com votação direta e expressiva após a ditadura militar, se sentiu no direito de contrariá-los, o que lhe custou o impeachment.

Agora, apesar da situação estar parecida com aquela época, difícil de emplacar um sucessor, visto que a Globo vem tentando um "salvador da pátria" como Dória ou mesmo Luciano Huck sem muito sucesso, será que vão tentar reinventar o Collor novamente?

Cesar Maluf, Rio Preto.

Radares

Faz menos que 1 ano, que foram instalados os radares fixos no viaduto Antônio Lopes. Excelente o trabalho do atual prefeito. Estava no ano passado, trafegando nesse viaduto, conheci uma pessoa, quando o carro teve problemas e tive que parar. Até ajudou a retirar o carro do local que parou, até tomei nota do nome completo: Jose Luís Stafuzza, operador de radar móvel. Estava tomando conta do aparelho que verificava o Volume Diário de Movimento. Ele dizia que para que tivesse o respeito devido na via, somente instalando radares fixos.

Nunca mais vi esse Jose Luís, mais eu e meu marido vimos o quanto ele acertou, quanto aos radares fixos. Me lembro que esse Jose Luís era muito educado e dedicado. Que o prefeito acerte sempre, da mesma forma que acertou essa pessoa, um exemplo de ser humano.

Jaqueline Marcondes, Rio Preto.

Reconciliação

Perdoar setenta vezes sete, ou seja, infinitamente, é um grande desafio. Não é a quantidade que está em jogo, mas a graça de poder libertar-se tantas vezes de um peso que destrói a alma. O perdão ultrapassa nosso mísero entendimento. Quem faz essa experiência sabe que é o Espírito Santo que trabalha no íntimo, para nos ajudar na reconciliação.

Se isso é impossível aos nossos olhos, para Deus é a maior das oportunidades. Deus sabe, a misericórdia é a fonte do equilíbrio humano. Pessoas reconciliadas vivem com alegria e conseguem ajudar os outros a superar todo mal.

Harley Pacola, Rio Preto.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso