X
X

Diário da Região

27/01/2018 - 18h26min / Atualizado 27/01/2018 - 18h26min

Rio Preto em Foco

Da Santa Casa ao Nossa Senhora da Paz

A história dos hospitais de Rio Preto, da ideia inicial da Santa Casa de Misericórdia, em 1909,ao Hospital das Clínicas (hoje HB) à pompa do Nossa Senhora da Paz, em 1980

Arquivo Público Hospital Nossa Senhora da Paz; abaixo (à esquerda) o Hospital de Base e (à direita) a Santa Casa
Hospital Nossa Senhora da Paz; abaixo (à esquerda) o Hospital de Base e (à direita) a Santa Casa

No início da década década de 1920, Rio Preto ainda não tinha muitos médicos clinicando na cidade e contava com apenas algumas casas de saúde, como a Santa Therezinha, Santa Helena, Dr. Fragoso, Dr. Álvaro Réa, Dr. Cenobelino de Barros Serra, Dr. Tevez (que depois foi Casa de Saúde São João), entre outras. Em 1909, surge a ideia de fundar a Santa Casa de Misericórdia, primeiramente com o nome de Santa Casa de Caridade. Nesta data foi eleita uma diretoria e o Coronel Adolpho Guimarães Corrêa foi nomeado como provedor.

Em 1911, surge a ajuda da Liga Operária (fundada pelo professor José Palma, com tendências socialistas) e enfim um prédio é construído na rua Pedro Amaral. Mas devido à falta de recursos, fechou suas portas em 1915. Mas, três anos depois, em 1918, a epidemia de gripe espanhola obriga a Loja Cosmos a reabrir a Santa Casa e, finalmente, em 12 de março de 1922, é lançada a pedra fundamental para a construção do prédio na rua São Paulo (hoje Fritz Jacobs). Nos primeiros anos, o principal médico foi o Dr. Fritz Jacobs.

Em 1924, o Hospital Santa Helena é fundado. Em 1949, surge o Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças. Já no início da década seguinte, em 1953, o Hospital Adolfo Bezerra de Menezes. Em 1954, iniciam-se as obras do Hospital das Clínicas (hoje Hospital de Base), somente inaugurado em 12 de junho de 1967. O Hospital Afonso D. Henrique (Beneficência Portuguesa) foi fundado 1952, mas inaugurado em 1968. O Hospital Ielar, em 1971, o Hospital Austa, em 1980, e o Hospital do Lago, em 1983. Tivemos também o Hospital São Lucas (que funcionava ao combate à tuberculose), fundado em 1936 e fechado no final da década de 1970. E o Egas Muniz, hospital psiquiátrico fundado em 1968 e fechado em 1979.

Mas nenhum teve tanta pompa como o Hospital Nossa Senhora da Paz. Fundado em 12 de maio de 1980 pelos médicos Deoclécio Funes, Tácio de Barros Serra Dória, Luiz Bonfá, Alinoel Nazareth e José Arroyo Martins, o hospital foi construído na avenida Faria Lima, ao lado do Estádio do Rio Preto Esporte Clube e do terreno do futuro Rio Preto Shopping Center. Tinha 199 leitos e 181 médicos. Com suas instalações modernas e funcionais e laboratórios de última geração, sua inauguração contou com a presença ilustre do Governador do estado, Paulo Salim Maluf, que ficou altamente impressionado e prometeu que interferiria diretamente com o Presidente da República, o general João Figueiredo, para que o hospital pudesse receber credenciamento junto ao Inamps. E conseguiu!

Mas segundo inúmeros médicos, a ingerência levou o hospital à falência. O doutor Victor Bastos Navarro da Cruz, que nas horas vagas era um exímio cinegrafista de Super 8, acompanhou com a sua câmera Canon toda a construção do prédio. Hoje ele é um "elefante branco", numa das principais avenidas da cidade. Uma pena.

CASA DE SAÚDE SANTA HELENA

Fundada em 1924, pelos médicos Gilberto Lopes da Silva, Israel Alves dos Santos, Ernani Pires Domingues, José Mendes Pereira e Justinho de Carvalho, a Casa de Saúde Santa Helena hoje foi transformada em Hospital e ainda está no mesmo local da sua primeira sede, na esquina das ruas Voluntários de São Paulo e Independência, na divisa do centro com o bairro da Vila Redentora. O prédio foi totalmente ampliado e modificado e hoje quase nada existe do antigo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso