Diário da Região

26/01/2018 - 15h20min / Atualizado 26/01/2018 - 15h20min

Alimentação

O paladar exigente dos gatos

Os felinos costumam deixar ração ao redor dos potes ou ainda ser seletivos na hora de comer

Pixabay/Divulgação Os bigodes do gato são sensíveis e podem atrapalhar a alimentação
Os bigodes do gato são sensíveis e podem atrapalhar a alimentação

Se você tem um gato em casa já deve ter percebido que ele deixa sempre um pouco de ração em volta do pote. Eles têm o hábito de comer a ração que está no meio da tigela e deixar a borda cheia de grãos e mesmo assim pedem mais comida.

Eles também costumam comer e parar, depois voltam a comer e param novamente, levando um tempo para se alimentar. Outros gatinhos ainda puxam a comida para fora do prato.

Esses hábitos não são frescuras dos felinos, segundo o veterinário Marcello Machado, da Total Alimentos, tudo isso ocorre devido ao excesso de sensibilidade nos bigodes, os gatos se irritam quando estes encostam na borda de pratos e potes de ração. “Os bigodes dos gatos, também chamados de vibrissias, são órgãos sensoriais, receptores táteis, que são conectados aos músculos da face e ao sistema nervoso que enviam para o cérebro diversos sinais para ajudar o felino a entender o ambiente. Pode parecer frescura ou que está sem fome, mas o motivo é a ‘Fadiga dos Bigodes’ que confunde as informações que enviam ao cérebro sobre o ambiente em que se encontram”, explica.

O especialista explica que outro motivo para os gatos comerem a ração somente no meio é uma questão de geometria: os gatos têm focinhos que dificultam que eles alcancem a beirada do comedouro tradicional. Quando tentam pegar a ração dos cantos, eles batem o focinho sensível na borda e precisam girar a cabeça e puxar os grãos com a língua. "É importante encontrar uma melhor forma de alimentá-lo, um pote adequado e não o estressar, caso ainda persista a dificuldade da alimentação, é importante procurar um veterinário”, diz o veterinário.

Seletividade na hora da alimentação

Além de não comerem a ração da beirada, os felinos também são muito seletivos na hora de se alimentar. Os gatos são carnívoros, por isso escolhem seus alimentos pelo olfato, que é muito desenvolvido e apurado.

O ideal é que, quando filhotes, o tutor ofereça diversos sabores acostumando o gato aos diferentes paladares e tipos de alimentos. Segundo o veterinário Marcello Machado, os felinos são mais seletivos do que os cães, buscando sempre comer alimentos mais frescos, de paladar e odor agradáveis. “Além de agradável, a ração também precisa ter boa textura e grãos com o tamanho e formato apropriado para o gato”, finaliza Machado.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso