X
X

Diário da Região

31/01/2018 - 23h47min / Atualizado 31/01/2018 - 23h47min

balanço 2017/perspectivas 2018

Prefeito promete demitir até 30 apadrinhados

Ele promete cortar até 30 cargos em comissão - de livre nomeação do prefeito - para tentar reduzir o valor gasto com servidores, cerca R$ 6 milhões por mês

Guilherme Baffi 31/1/2018 O prefeito de Fernandópolis, André Pessuto, em entrevista à TV Diário
O prefeito de Fernandópolis, André Pessuto, em entrevista à TV Diário

O prefeito de Fernandópolis, André Pessuto (DEM), admitiu que adotou medidas impopulares, como acabar com 14º salário dos servidores, para conseguir reduzir o gasto com folha de pagamento, que já superou em um ponto percentual o limite de 54% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ele promete cortar até 30 cargos em comissão - de livre nomeação do prefeito - para tentar reduzir o valor gasto com servidores, cerca R$ 6 milhões por mês. O corte de apadrinhados deve ocorrer nos próximos 10 dias.

Pessuto foi o entrevistado de ontem da série de entrevistas da TV Diário, transmitida ao vivo pela página do jornal no Facebook, com prefeitos da região. "A gente está sofrendo muito. Estar prefeito hoje é o pior cargo da nação. Temos contato direto com a população sem recurso e sem dinheiro", desabafou ele.

A parceria público-privada é uma das alternativas encontradas por Pessuto para conseguir contornar a crise. "Conseguimos credenciar o Samu com a ajuda da iniciativa privada. Conseguimos mais R$ 48 mil por mês junto ao Ministério da Saúde", afirmou.

Outra forma de melhorar a arrecadação foi corrigir os valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no município. O prefeito afirmou que desde 1984 a planta genérica - que corrige o valor do imposto com base na localização de cada bairro - não era atualizada em Fernandópolis. Além disso, ele autorizou o aumento de alíquotas do Imposto Sobre Serviços (ISS).

Pessuto disse que os buracos nas ruas são um dos principais problemas da cidade. "A gente depende de recursos federais e estaduais", disse ele, que tenta obter dois financiamentos, no valor de R$ 20 milhões, para conseguir recapear e asfaltar as ruas. Ele prevê, no entanto, que seriam necessários cerca de R$ 40 milhões para resolver de uma vez o problema

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso