MP decide investigar Liszt Ícone de fechar Fechar

OUTRA FRENTE

MP decide investigar Liszt

Secretário de Edinho era sócio de empresa recebeu da Prefeitura em 2010


    • São José do Rio Preto
    • máx min

 O Ministério Público de Rio Preto irá investigar a relação do secretário de Desenvolvimento Econômico Liszt Abdala e contratos de empresa da qual constatava entre 2009 e 2011 como proprietário único, a Marbell Teleinformática, e recebeu pagamentos da Prefeitura. Entre abril de 2010 e início de 2012 Liszt foi presidente da Emurb. As despesas  podem ser consultadas no site do Tribunal de Contas do Estado. Os gastos somaram cerca de R$ 1 mil, com Prefeitura e Semae.

Liszt foi ouvido na Câmara nesta segunda, 16, para falar sobre participação de familiares na disputa da Área Azul digital, feito pela Emurb, e alvo de outra investigação no Ministério Público. Ele confirmou a vereadores que a empresa Marbell, da qual ele se retirou em 2011, tem como sócia sua irmã. Outra empresa que teria participado da licitação pertence a sua mulher e recebeu por serviços prestados à Prefeitura entre 2008 e 2016. O Ministério Público apura se houve combinação de resultado na concorrência. 

Liszt afirmou nesta segunda, 15, que gastos depois que assumiu o comando da Emurb tinham valores "irrisórios" e que a reserva do recurso deveria ter ocorrido antes dele assumir a Emurb. Sua empresa também recebeu da Prefeitura quando Liszt era diretor financeiro da Emurb, em fevereiro de 2011.  A mulher de Liszt  também já contratos com a Prefeitura. Ele afirma que "jamais" cometeu irregularidades.

"O Ministério Público vai investigar isso. Iremos definir se entra junto na apuração já aberta sobre a área azul digital ou se será aberto novo inquérito", afirmou o promotor Sérgio Clementino.  Liszt viajou para São Paulo nesta terça, 16, e informou que não poderia falar.

A comissão da Prefeitura firmada para intervir na Emurb e apurar as falhas e denúncias que envolvem a área azul digital informou que irá analisar contratos apenas relativos a 2017.