X
X

Diário da Região

19/01/2018 - 00h12min / Atualizado 19/01/2018 - 00h12min

FIM DA MAMATA

Contra 'regalias', Moro transfere Cabral do Rio para Curitiba

Marcelo Camargo/Agência Brasil Sérgio Moro, que atendeu denúncia do Ministério Público Federal
Sérgio Moro, que atendeu denúncia do Ministério Público Federal

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (MDB) foi transferido no fim da tarde desta quinta-feira, 18, da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. A transferência foi determinada pelo juiz federal Sérgio Moro, que aceitou denúncia do Ministério Público Federal após a descoberta de regalias e privilégios para Cabral na prisão.

Aparentando abatimento, vestindo calça jeans e camiseta, Cabral foi acomodado na caçamba de um carro da Polícia Federal pelos agentes que o escoltaram para a Base Aérea do Galeão. O procedimento diferiu de outras ocasiões, quando o ex-governador, ao ser deslocado para depoimentos, seguia sentado no banco traseiro, ao lado dos policiais.

O emedebista foi embarcado às 19h19 em avião descaracterizado da PF. Pouco depois das 19h40, a aeronave decolou para Curitiba, onde Cabral dormiria na sede da Superintendência da PF. Ele deverá ser levado nesta sexta-feira, 19, para o Complexo Penitenciário de Pinhais. A remoção foi autorizada hoje pela juíza Caroline Vieira Figueiredo, da 7.ª Vara Federal, que decretou a imediata remoção após a constatação de regalias oferecidas ao preso na cadeia fluminense. Cabral tinha acesso a comida congelada, vídeos, além de acomodações fora dos padrões da prisão.

O ex-governador está condenado a 87 anos de prisão na Lava Jato. Deste total, 14 anos e dois meses de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro.Ao pedir a transferência, o Ministério Público Federal apontou uma investigação do Ministério Público do Estado do Rio que identificou diversas irregularidades no tratamento carcerário concedido ao ex-governador.

Segundo Moro, "alega o Ministério Público Federal que o próprio estabelecimento prisional da Cadeia Pública José Frederico Marques teria padrões diferentes dos demais cárceres do Rio de Janeiro, aventando suspeita de que teria sido reformado, com benesses, exatamente para abrigar o ex-governador daquele Estado".

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso