Rodrigo Maia nega candidatura, mas afirma 'analisar cenários'Ícone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx min

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ressaltou que não é candidato ao cargo de presidente da República, mas afirmou que "analisa cenários". "Eu não sou candidato", disse Maia, neste domingo, 14, para jornalistas em Nova York. "Entre a aventura e o risco tem um caminho muito longo para você ser candidato a presidente. Agora, eu analiso cenários. De fato, como eu tenho dito sempre, a eleição no Brasil é uma eleição aberta. Isso gera mais insegurança. Eu não estou preocupado."

"Talvez se eu estivesse preocupado com eleição eu estaria ouvindo muitos dos meus amigos dizendo que eu não deveria manter a votação da reforma da Previdência", afirmou o presidente da Câmara. "A minha preocupação com as eleições agora é nenhuma."De acordo com Maia, a posição de seus amigos refere-se à avaliação deles de que a reforma da Previdência é impopular. "É o que muitos acham. Não estou dizendo que eu acho", afirmou.

Ele continuou:"E isso tem impacto no Congresso. Se não tivesse, certamente eu estaria dizendo que a votação em fevereiro seria fácil. Ela não é fácil porque ela tem rejeição.""Agora, o que eu entendo é que independente de ser popular ou não, ela (a reforma da Previdência) é fundamental para o futuro do Brasil", apontou. "Eu não estou preocupado com eleição. Estou preocupado em construir uma agenda que não vai se limitar à reforma da Previdência, que a gente possa discutir a estrutura de gastos do Estado brasileiro."

Maia destacou que sua viagem aos EUA não tem o foco eleitoral. Ele está acompanhado de alguns parlamentares do DEM, como os deputados José Carlos Aleluia (BA) e de outros partidos, como Heráclito Fortes (PSB-PI). De acordo com presidente da Câmara, a agenda internacional já estava marcada há 3 meses.