X
X

Diário da Região

22/01/2018 - 15h31min / Atualizado 22/01/2018 - 15h31min

HOLLYWOOD

Festa dos atores reforça luta contra o assédio sexual

Nenhum discurso deixou de fazer uma citação à onda de denúncias de assédio sexual

Mais que revelar as grandes apostas para a próxima cerimônia do Oscar, a festa do Screen Actors Guild Awards, o Sindicato dos Atores de Cinema, realizada na noite de domingo, 21, em Los Angeles (EUA), reforçou o movimento crescente na indústria cinematográfica de valorização do trabalho da mulher. "Não é um momento - é um movimento", decretou a presente do sindicato, Gabrielle Carteris. Com isso, ela deu o tom à cerimônia.

Nenhum discurso deixou de fazer uma citação à onda de denúncias de assédio sexual, base do movimento de mídia social #MeToo e da campanha Times Up para o apoio legal das vítimas. "Estamos vivendo um momento decisivo", disse Kristen Bell em seu monólogo de abertura. "Medo e raiva nunca ganham a corrida."

O coro se estendeu durante praticamente toda a cerimônia, no discurso de homens e, principalmente, mulheres. Foi o caso de Nicole Kidman que, ao subir ao palco para receber o prêmio de melhor atriz de série dramática, por Big Little Lies, observou: "É uma vitória ainda ser premiada na minha idade e, mais ainda, estar trabalhando em um momento como esse", disse. "Trabalho há 20 anos na Organização das Nações Unidas e sei que precisamos escutar as vozes de quem não tem voz."

A coesão dominava - se a simples menção do nome de Meryl Streep, uma das vozes mais atuantes, provocou aplausos da plateia que ficou em pé mesmo ela não estando presente, Rosana Arquette elencou os nomes de algumas atrizes que primeiro denunciaram os assediadores.

E, se vingar a tradição de o SAG apontar os favoritos do próximo Oscar - afinal, são os atores que votam nas suas categorias -, o melhor ator coadjuvante deverá ser Sam Rockwell, por Três Anúncios Para Um Crime, e a melhor atriz coadjuvante será Allison Janney, por Eu, Tonya.

Entre os artistas principais, Gary Oldman confirmou seu favoritismo ao ser eleito melhor ator por sua perfeita reprodução de Winston Churchill, em O Destino de Uma Nação. "Nossa vida é feita de trocas. E, o que recebi aqui, não tem preço", agradeceu.

Já Frances McDormand, pela mãe desbocada de Três Anúncios Para Um Crime, levou a estatueta como melhor atriz. E ela logo voltou ao palco ao lado do elenco de seu filme, eleito o melhor do ano.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso