X
X

Diário da Região

30/01/2018 - 00h11min / Atualizado 30/01/2018 - 00h11min

SEM CONSERTO

Elevador está quebrado há sessenta dias

Prefeitura diz que peças para conserto devem chegar ainda nessa semana

Guilherme Baffi 29/1/2017 Porta do elevador da Rodoviária, que está fechado há 60 dias
Porta do elevador da Rodoviária, que está fechado há 60 dias

Há 60 dias, completados nesta terça-feira, dia 30, o elevador da Rodoviária de Rio Preto está quebrado. Idosos, deficientes físicos ou pessoas com dificuldades para andar e gestantes, precisam encarar as escadas para ir de um andar a outro no Terminal. O equipamento quebrou no dia 30 de novembro do ano passado, durante temporal que atingiu a cidade. Desde então não funcionou mais. A Prefeitura informou que as peças para conserto devem chegar ainda nesta semana.

O elevador, que foi inaugurado em 2012, foi instalado ao custo de R$ 156 mil, e durante os mais de cinco anos de funcionamento já apresentou inúmeros problemas. Quem mais sofre com essa situação são as pessoas com necessidades especiais que frequentam o local e precisam se arriscar pelas escadas.

Há 15 dias equipe do Diário esteve no local constatando as dificuldades dos passageiros que dependem do equipamento. Na ocasião foi possível verificar situações de idosos com problemas de saúde subindo as escadas, além de deficientes físicos que necessitam de ajuda para encarar a escadaria.

Nesta segunda-feira, 29, a reportagem voltou ao local e encontrou o elevador ainda quebrado. E novamente foi possível visualizar novas situações de pessoas se arriscando nas escadas. Como a aposentada Francisca Madri, 84 anos, que estava acompanhada pelo seu filho, Adriano Madri, 40 anos. Ele a auxiliava a descer as escadas.

"A gente chega aqui e vê uma situação dessa. É uma situação perigosa, é uma coisa que não deveria estar tanto tempo sem funcional, algo que precisa ser consertado pois as pessoas precisam muito", diz Adriano.

Pessoas que frequentam a Rodoviária também contam que o elevador sempre apresenta falhas de funcionamento, e que frequentemente quebra. Quando está funcionando, é preciso acionar uma campainha ou localizar funcionário para liberar o equipamento - processo que demora pelo menos 15 minutos, segundo usuários do elevador.

Segundo funcionários da Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo) o motivo da campainha é para evitar a utilização do elevador por pessoas que não pertencem ao grupo de necessitados.

Resposta

Segundo a Prefeitura, o elevador quebrou durante a forte chuva do dia 30 de novembro que alagou o local. Questionada, a Emurb informou que no mesmo dia a empresa que faz a manutenção do equipamento foi acionada e informou que a previsão de entrega das peças para o conserto é de até 60 dias. O prazo para a chegada das peças termina nesta quarta-feira, 31, de acordo com a Prefeitura.

(Colaborou Rone Carvalho)

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso