X
X

Diário da Região

20/01/2018 - 20h30min / Atualizado 20/01/2018 - 20h30min

FAXINA

Mutirão da limpeza recolhe 4,8 mil toneladas de lixo

Arrastão tem o objetivo de combater escorpiões e focos de mosquito da dengue

Ivan Feitosa/SMCS Funcionários da Constroeste trabalhando em bairro da zona Norte, durante o mutirão de limpeza
Funcionários da Constroeste trabalhando em bairro da zona Norte, durante o mutirão de limpeza

Desde o dia 3 de janeiro, Rio Preto está passando por uma faxina geral. O mutirão da limpeza e da saúde já recolheu aproximadamente 4.885 toneladas de lixos e entulhos. O trabalho envolve as secretarias de Saúde, Serviços Gerais, Habitação, Meio Ambiente, Comunicação e Guarda Civil Municipal.

O contrato emergencial que a Prefeitura fez com a Constroeste tem validade de 180 dias e a previsão de gasto é de R$ 6,3 milhões durante esse período. A medida foi tomada com o objetivo de combater a proliferação de escorpiões registrada na cidade, além de focos do mosquito da dengue.

"O mutirão de limpeza vem atender a solicitação da Secretaria de Saúde para eliminar urgentemente os criadouros do mosquito da dengue e, especialmente, da limpeza de locais propícios para a infestação e proliferação de escorpiões", explica Abner Alves, gerente da vigilância ambiental.

Até o momento os bairros Nova Esperança, Parque da Cidadania, Lealdade e Amizade, Santo Antônio, Cidade Jardim e São Marcos (em andamento), as avenidas Juscelino Kubitschek de Oliveira (4 km de extensão), José Munia (3km de extensão) e os pontos de apoio desses bairros já receberam vistoria e limpeza.

Os próximos bairros que serão visitados são Caic, Vila Toninho e o distrito de Engenheiro Schmitt. O Lealdade e Amizade vai receber novamente a equipe de limpeza, pois foram registrados novos descartes de lixo e entulho no local.

"Infelizmente poucas horas após a limpeza de áreas onde foram retirados lixo e entulhos, foram registrados verdadeiras montanhas de lixo no mesmo local, o que podemos confirmar com fotos e imagens tiradas menos de 24 horas após a limpeza", afirmou o secretário de Serviços Gerais, Ulisses Ramalho.

As multas para quem for pego jogando lixo em local irregular variam de R$ 500 a R$ 4,3 mil. Até o momento ninguém foi flagrado. A população pode ajudar fiscalizando o descarte irregular de lixo. As denúncias devem ser feitas por meio da Guarda Civil Municipal pelo número 153.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso