X
X

Diário da Região

04/01/2018 - 22h47min / Atualizado 04/01/2018 - 22h46min

Triste 3ª idade

A cada 48 horas um idoso é agredido em Rio Preto

São casos de negligência, violência física, psicológica, e financeira, estupros e até auto lesão, quando idoso, cansado dos pelos maus tratos e exploração, tentam suicídio para acabar com o sofrimento

Mara Sousa 04/01/2018 Cândida Maria de Lima sofre exploração financeira do filho: caso foi denunciado à polícia
Cândida Maria de Lima sofre exploração financeira do filho: caso foi denunciado à polícia

A cada cinco dias dois idosos são vítimas de violência e os agressores são os filhos, netos segundo o Conselho Municipal de Direitos do Idoso de Rio Preto. Este é o triste retrato mostrado por levantamento feito ao longo de oito anos. São 1,121 notificações registradas de 2009 até novembro de 2017.

Entram na pesquisa do conselho, casos de 531 de negligência, 423 de violência física e psicológica, 47 de violência financeira, 13 de estupros e 107 casos de auto lesão, quando idoso, cansado e deprimido pelos maus tratos e exploração, tentam suicídio para acabar com o sofrimento.

É considerada violência financeira, quando os parentes se apossam de pensões ou aposentadoria dos idosos, sem dar um tostão para o beneficiário, que em geral, nesta fase da vida, precisa muito do dinheiro para pagar planos de saúde e remédios.

A dona de casa Cândida Maria de Lima, de 59 anos, moradora do bairro Solo Sagrado, é uma vítima recente da violência financeira. Dois AVCs (Acidente Vasculares Cerebrais) tiraram sua mobilidade. Nesta condição ela vive numa cadeira de rodas e depende dos cuidados do filho para fazer tudo, que não tem prestado assistência.

"Eu tive três filhos. Um deles está preso, o outro deficiente, e mais um outro filho que está bem de saúde, poderia cuidar de mim, mas me deixa de qualquer jeito. Ele sai de manhã e só volta de madrugada. Eu ficava sozinha o dia todo. É triste chegar nesta fase da vida deste jeito, sem apoio de ninguém", lamenta a idosa, que apresenta tremores nas mãos.

Incomodada com a situação, a prima de Cândida, Marisa Lopes Correa, denunciou na polícia o filho da idosa por abandono de incapaz e por apropriação do dinheiro da pensão. Foi feito pedido no banco de bloqueio do cartão bancário que está com o rapaz, mas não deu tempo de impedir o saque da pensão de janeiro.

"Ele ainda fez um empréstimo de R$ 14 mil em nome dela e retirou tanto dinheiro da conta, que ela está com saldo negativo no banco", critica Marisa.

Com este boletim de ocorrência, os parentes esperam conseguir fazer o bloqueio do cartão magnético e quer seja aberto um inquérito na Delegacia do Idoso, que funciona anexa a Delegacia de Defesa da Mulher.

Caso fique comprovado o abandono de incapaz, o filho poderá ser processado, com base no Estatuto do Idoso. A pena pode ser de seis meses a três anos de prisão, de acordo com Código Penal.

Violência contra idosos

  • 531 - negligência
  • 423 - violência física e psicológica
  • 107 - autolesão suicídio
  • 47 - violência financeira
  • 13 - estupros

Locais de denúncia

Conselho Municipal de Direito do Idoso

  • Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h
  • Rua Maximiliano Mendes, 154, Vila Santa Cruz
  • Fone: 3211-1850

Delegacia do Idoso de Rio Preto

  • Rua Floriano Peixoto, 2.880, Redentora - Fone 3233-2910
  • Central de Flagrantes
  • Avenida América, 184, Vila Santa Cruz - Fone: 3232-6879

Polícia Militar - Fone: 190

Fonte - Conselho Municipal de Direito do Idoso

Crime dá até 3 anos de cadeia

O presidente do Conselho Municipal de Direitos do Idoso, Antonio Caldeira da Silva, de 62 anos, revela que a exploração financeira e abandono sofrida por Cândida é mais comum do que se imagina.

"O que a gente tem mais deparado é com casos de violência financeira, quando os parentes usa o benefício previdenciário do idoso para fazer empréstimos ou insuflem do dinheiro para se manter, quando o certo é os filhos ajudarem os pais nesta fase da vida", afirma o presidente.

Segundo Caldeira, a situação do idoso é monitorada pela Secretaria de Saúde, por meio dos agentes de saúde que visitam as casas ou pelo atendimento nos postos de saúde.

A Prefeitura mantém na rede municipal de saúde, uma ficha de notificação compulsória. Nela o funcionário deve relatar situações de violência confirmadas ou não contra pessoas idosas. Os dados são contabilizados no setor de vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, segundo assessoria de imprensa.

Ao perceber que o idoso é vítima de abandono é acionado a Polícia Militar para que um boletim de ocorrência seja elaborado, e depois seja aberto inquérito na Delegacia do Idoso.

"Com ajuda das secretarias de Saúde e Assistência Social é prestado apoio de psicológico e social para o idoso, porque nosso foco é amparar a pessoa que está nesta situação"

Por meio de nota, a Prefeitura informa que são quatro instituições de longa permanência para idosos, que atendem 197 idosos Duas destas instituições atendem 58 idosos no Centro dia, onde eles permanecem apenas durante o período diurno em atividades e depois retornam para casa.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso