Diário da Região

18/12/2017 - 23h27min

AÇÕES

Bolsa acumula 21,4% no ano

Cenário externo dominou o mercado financeiro nesta segunda-feira; Ibovespa subiu e dólar caiu

Divulgação Terminal da Vale: a alta do minério de ferro no mercado internacional favoreceu os papéis da empresa na Bovespa
Terminal da Vale: a alta do minério de ferro no mercado internacional favoreceu os papéis da empresa na Bovespa

O mercado brasileiro de ações tirou a reforma da Previdência do radar das próximas semanas e, diante da agenda escassa, voltou suas atenções nesta segunda-feira, 18, às influências do cenário externo. Lá fora, houve ganhos em commodities e as bolsas de Nova York dedicaram o dia a renovar recordes.

Com isso, o Índice Bovespa encontrou espaço para avançar e terminou o dia em alta de 0,70%, aos 73.115,44 pontos; acumulando variação de 1,59% no mês e 21,4% no ano. Os negócios somaram R$ 14,1 bilhões, inflados pelos R$ 4,4 bilhões movimentados no exercício de opções sobre ações.

Um dos principais destaques do dia foi Vale ON, que subiu 2,58%, favorecida pela alta de 3,71% do minério de ferro no mercado à vista chinês (porto de Qingdao). As ações da Petrobras avançaram 1,80% (ON) e 1,81% (PN), beneficiadas pelo anúncio um acordo com a norueguesa Statoil para comprar uma participação de 25% no campo de Roncador, na Bacia de Campos.

Câmbio

O dólar à vista operou em queda ao longo de toda a segunda-feira, 18, enquanto o negociado para janeiro oscilou ora no campo positivo, ora no negativo durante a tarde. O sobe-e-desce chegou ao fim com a notícia de que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reunirá na próxima quinta-feira, 21, com representantes das principais agências de classificação de risco para discutir o adiamento da reforma da Previdência e as perspectivas econômicas para 2018. Com isso, o dólar tanto à vista como no mercado futuro encerraram a sessão na casa de R$ 3,29.

O dólar à vista fechou em queda de 0,35%, a R$ 3,2954. Na máxima, atingiu R$ 3,3013 (-0,18%) e, na mínima, R$ 3,2795 (-0,83%). O giro foi de US$ 2,250 bilhões.

Lá fora, a moeda americana também se desvalorizou. O dólar caiu ante as principais divisas compiladas pelo índice Dollar Index, que alcançou o patamar mais baixo intraday durante o discurso da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, sobre as negociações do Brexit.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o perí­odo R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o per­íodo R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.