Diário da Região

18/12/2017 - 22h39min

VOLANPIO

Zé Tomaz celebra fase de plenitude com o lançamento de seu 1º EP

Música foi a grande aliada do cantor e compositor na luta contra a depressão

Divulgação Zé Tomaz produziu sozinho todas as canções de seu EP de estreia, Volanpio
Zé Tomaz produziu sozinho todas as canções de seu EP de estreia, Volanpio

A música foi a grande aliada do cantor e compositor Zé Tomaz, 27 anos, de Rio Preto, na luta contra a depressão.

Após uma série de contratempos que mudaram os rumos de seus planos pessoais e profissionais, ele se viu desmotivado e sem energia para empreender novos projetos de vida. "A música foi a forma de colocar pra fora aquelas coisas ruins que estava sentindo", conta ele, relembrando das canções que compartilhou, no ano passado, em seu perfil no SoundCloud.

Longe da atmosfera melancólica que predominou nessas canções, Zé Tomaz celebra uma fase de mais plenitude e felicidade com o lançamento de Volanpio, seu primeiro EP, que ganhará as plataformas de streaming no próximo sábado, 23, além de um lançamento físico em formato de pen-drive.

O nome do projeto de estreia de Zé Tomaz nasceu da união das palavras 'violão' e 'piano', os únicos instrumentos usados por ele na produção das seis músicas que dão vida ao EP. Aliás, ele assumiu sozinho todo o processo de criação, das músicas ao projeto visual. 

"Eu quis algo orgânico, verdadeiro, então fiz da forma mais simples possível. As músicas foram arranjadas com piano e violão somente, sem afinação digital ou muita edição. Fugi da perfeição que só conseguimos através de recursos digitais", diz.

A sonoridade de Volanpio nasce do diálogo entre gêneros e ritmos. "Gosto muito de soul music e piano, mas não queria deixar de fora os ritmos brasileiros. Misturei essas referências em algo que soa pop", comenta.

Natural de Cassilândia (MT), Zé Tomaz mora em Rio Preto desde os 13 anos, quando já dominava o violão. "Fiz várias participações em shows de talentos da escola, flertei com o teatro e também cantei muito em igreja. Mas sempre tinha aquele medo ou receio de lançar algo para o público", declara. "Acho que agora estou maduro o suficiente para isso", acrescenta.

O artista escolheu o pen-drive para o lançamento físico de Volanpio. Mas, além das canções, o material trará outros conteúdos, até mesmo trabalhos de artistas e bandas da cena rio-pretense. "Estou conversando com o pessoal que conheço para acrescer suas músicas ao pen-drive. É uma forma de ajudar a divulgá-los também."

Em 2018, Zé Tomaz pretende rodar com o show baseado no EP, além de produzir videoclipes para algumas de suas canções.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Apóss o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Ap�s o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.