Diário da Região

09/01/2018 - 22h15min

UM TEMPO POR ALGUÉM

Voluntários alegram crianças em tratamento no Hospital da Criança

O pagamento por esse trabalho tão importante é o sorriso dos pequenos

Mara Sousa 20/12/2017 Daniel, 3 anos,
encantado com
Bud, do projeto
Cão Afeto
Daniel, 3 anos, encantado com Bud, do projeto Cão Afeto

Com orações, músicas, palhaçadas e até lambidas e latidos de doutores de quatro patas, rio-pretenses dedicam parte do seu tempo para arrancar sorrisos de pacientes internados no Hospital da Criança e Maternidade. O pagamento por esse trabalho tão importante é o sorriso dos pequenos.

O ambiente hospitalar tem feito parte da rotina do pequeno Daniel, 3 anos. Com canolopatia - doença nos canais iônicos, causando arritmias cardíacas - o menino foi internado no HCM no início de agosto do ano passado, retornando para casa apenas em novembro. Cinco dias após ter alta, Daniel voltou ao hospital. Mas, entre um exame e outro, convive com os voluntários. Entre eles os do projeto Cão Afeto. "Ele estava deitado, meio sonolento, mas quando viu os cachorros se transformou. Isso ajuda a lembrar da vida que a gente tem fora do hospital", disse Sara Andrade, mãe de Daniel. O menino tem um cachorro em casa e isso o ajuda a se lembrar do lar.

"A gente vê que imediatamente os animais ajudam a mudar a fisionomia das crianças e a aceitação delas dentro do hospital. O organismo passa a responder diferente com maior adesão e resposta orgânica ao tratamento feito", explicou Ana Lídia Vieira Del Vecchio, pediatra do HCM.

Mel (yorkshire), Linda (cocker), Lola (golden) e Bud (sem raça definida) são os integrantes da "Liga da Lambida". Os cães do projeto Cão afeto, que atua há 4 anos, são treinados para desempenhar o trabalho de interação assistida de acordo com as normas internacionais e a legislação brasileira. "Passam por um protocolo específico, tomam mais vacinas do que um pet, fazem exames periodicamente," diz a psicóloga Lais Milani, uma das idealizadoras do projeto, junto com a psicoterapeuta Laura Torrezan. O grupo tem ajuda de alunos voluntários da Famerp e faz visitas ao HCM e ao Lar de Betânia.

Lais ainda conta que os cachorros são higienizados antes e depois das visitas, atendendo ao protocolo de limpeza específico de cada lugar onde é feito a visita, não havendo a possibilidade de passarem ou pegarem doenças.

Letícia, 4 anos, ama animais e quando está em casa até dorme com eles. "Deu uma alegrada nela, que estava desanimada e voltou a sorrir", disse a mãe da menina, Jéssica Augusto Santana, durante visita do grupo ao HCM no fim de dezembro. Era visível a alegria da pequena penteando os pelos das cachorras Linda e Lola. "Estou deixando ele mais bonito", disse Letícia.

Xô Dodói

Os pacientes do HCM são surpreendidos toda semana com a discoteca ambulante do trio de palhaços composto pelos Doutores Cabeça, Ximbica e Pio Pio, que formam o grupo Xô Dodói. As visitas acontecem sempre no 6° e no 7° andar do hospital e muda o astral das crianças como conta Antônio Calos Signorini. "Nos doamos ao máximo nas visitas, pois esse trabalho não faz só as crianças sorrirem, mas também seus acompanhantes, que muitas vezes estão ali bastante sensibilizados por conta da saúde de seus filhos. Quando eles veem as crianças brincando e interagindo com a gente, o rosto deles se ilumina, parece que ganham uma motivação a mais," disse Antônio. Completam o grupo Carlos Cezar Coltro e Junior Mauad.

O grupo Sementes da Alegrias também utiliza o universo dos palhaços para conseguir arrancar um sorriso dos pequenos que estão internados em hospitais da cidade. O grupo começou em 2008, visitando orfanatos. Para Cleber Carvalho, um dos voluntários do grupo, o símbolo lúdico que representa o palhaço dá mais liberdade para conquistar as crianças. "Com a fantasia conseguimos quebrar o gelo com mais facilidade. Muitas crianças nos recebem meio desconfiadas, pois dizemos que somos médicos, apesar da maquiagem e roupas coloridas, mas no decorrer da visita eles percebem que somos médicos diferentes, a fim de brincar e esquecer o momento ruim que estão tendo dentro do hospital," disse Cleber.

(Colaborou Victor Stok)

os grupos

Voluntários no HCM

Atos e palhaços - Por meio do universo de palhaços, o grupo desenvolve atividades lúdicas visando a comunicação e o bem-estar, amenizando o estresse e melhorando o clima entre as pessoas em qualquer ambiente. 3ª feira - 10:30 às 12:30h

Cão Afeto - Leva às crianças hospitalizadas e à equipe do hospital os benefícios da interação homem-animal: carinho, sensação de acolhimento, bem-estar, distração e humanização do ambiente hospitalar. 3ª feira - 14:30 às 16:00

Eis me aqui - Formado há 17 anos, é composto por 54 alunos da Famerp, que se dividem com o objetivo de levar alegria e conforto aos pacientes do Hospital da Criança e do Hospital de Base. 2ª feira - 18:00 às 20:00

Operação da Alegria - Composto por 54 voluntários que se dedicam a contar histórias no HCM e HB. 3ª feira - 7:00 às 11:30h

Sementes da alegria - O grupo de palhaços médicos melhora o ambiente hospitalar e estimula a criança a sorrir e brincar. Sábado - 14:30 às 17:30h

Xô Dodói - Com uma discoteca ambulante, os palhaços dançam, brincam e levam alegria não só para as crianças, mas também para seus acompanhantes. Sexta-feira - 8h às 11h

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso