X
X

Diário da Região

14/12/2017 - 11h15min / Atualizado 14/12/2017 - 23h07min

ESTELIONATO

Professor é preso acusado de fazer compras com documentos falsos

Homem foi flagrado quando tentava comprar dois perfumes e fazer um empréstimo em uma loja de rede em shopping

Polícia Militar Documentos falsos encontrados com o estelionatário
Documentos falsos encontrados com o estelionatário

O professor Hércules Florense Ribeiro de Azevedo, de 46 anos, foi preso na tarde de quarta-feira, dia 13, pela Polícia Militar acusado de usar documentos falsos para fazer compras e empréstimos em Rio Preto. Ele foi flagrado enquanto tenta aplicar o golpe em uma loja do shopping Iguatemi. 

No estabelecimento, o professor tentou adquirir dois perfumes franceses Paco Rabanne 1 Million e fazer um empréstimo com RG falsificado com o nome de Antonio Rogério Gatti.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o golpe não deu certo porque os funcionários do departamento de crediário da loja desconfiaram da documentação e começaram a fazer mais perguntas e pedir comprovantes.

Quando percebeu que poderia ser desmascarado, o estelionatário levantou da cadeira do setor de crediário e saiu rapidamente da loja em direção ao estacionamento do shopping, mas foi alcançado por funcionários e seguranças.

Durante a tentativa de fuga, o golpista tentou se desfazer do RG falso, jogando debaixo de um carro do estacionamento, mas um funcionário percebeu o gesto e recuperou o documento.

Na Central de Flagrantes de Rio Preto, o estelionatário ainda insistiu que se chamava Antonio, mas o delegado de plantão Marcelo Parra conseguiu descobrir o nome verdadeiro do estelionatário.

Na revista pessoal, os policiais ainda encontraram mais duas fotos 3 x 4 no bolso do professor, iguais a usada no RG, o que é um forte indício de que o documento tenha sido falsificado recentemente.

Também foi encontrado mais um RG falsificado, com outro nome, mas a mesma foto do golpista, o que configura outro crime de falsidade ideológica.

Como foram encontrados, no carro do acusado, mais produtos da loja Renner, adquiridos em outras filiais, e mais R$ 3, 5 mil em dinheiro de empréstimo, a suspeita do delegado é de que o professor tenha aplicado mais golpes na rede. Também foram encontrados documentação e fotos de mais comparsas.

Hércules foi colocado em uma das celas da Central de Flagrantes e deve passar na tarde desta quinta-feira, dia 14, por audiência de custódia. O juiz vai decidir se ele vai responder pelos golpes em liberdade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso