Diário da Região

03/12/2017 - 00h00min

SAÚDE

Comer rápido engorda e faz mal para o coração

Estudo recente mostra que os apressados na hora da refeição desenvolveram síndrome metabólica e ganho de peso

Seus motivos podem ser até razoáveis, a falta de tempo. Ok, você corre muito no dia a dia, assim como todo mundo e não dispõe de um intervalo muito grande para as refeições. O problema é comer rapidamente como você está fazendo aumenta as suas chances de ver sua cintura inflar e seu coração também sentir os reflexos. O mais recente estudo recém-apresentado em evento da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês) chegou a essa conclusão.

Para o estudo, cientistas da Universidade Hiroshima, no Japão, recrutaram 642 homens e 441 mulheres de mais ou menos 51 anos. Em 2008, nenhum deles apresentava síndrome metabólica (conjunto de fatores que eleva o risco de doenças cardiovasculares, como hipertensão, diabetes e excesso de gordura ao redor do abdômen). Em cinco anos, os estudiosos perceberam que os apressados na hora de comer tinham um risco maior de desenvolver a síndrome do que quem comia num tempo normal: 11,6% contra 6,5%, respectivamente. Essa pressa também foi associada a ganho de peso, cintura mais larga e altas taxas de glicose no sangue.

Em comunicado divulgado pela Associação Americana do Coração, o pesquisador Takayuki Yamaji declarou: “Ao comer rapidamente, as pessoas tendem a não sentir saciedade. Assim, ficam mais propensas a exagerar. Esse comportamento leva a uma maior flutuação de glicose, o que pode resultar em resistência insulínica”.

A mastigação é extremamente importante na digestão que começa sempre pela boca. Por isso, hábitos como comer muito rápido, mastigar pouco ou beber líquido durante a refeição, segundo a nutricionista Sandra Reis, pode prejudicar muito esse processo.

Quanto mais mastigado o alimento, mais enzimas digestivas grudam em sua superfície e a digestão fica mais rápida e fácil. Por outro lado, se a mastigação for muito rápida, elas perdem a função e o estômago fica sobrecarregado porque recebe o alimento quase inteiro. “A mastigação incorreta causa riscos também para a absorção dos nutrientes, uma vez que o organismo elimina o alimento que não foi bem mastigado, sem absorver substâncias importantes para a saúde”, explica a nutricionista.

“O comer muito rápido, sem mastigar os alimentos, causa dificuldade na deglutição, causando desconforto da articulação mandibular (ATM), como dores, causando também engasgos, estes podendo ser desde o mais comum ao mais complexo, que pode desencadear tosse agressiva com exaustão respiratória, aspiração de alimento pelos pulmões e o óbito”, explica a fonoaudióloga Clarissa Rossi Silva Sanitá, do Núcleo de Atendimento Multidisciplinar da Unimed Rio Preto. “Não existe um tempo ideal para mastigações, e sim até o bolo alimentar se transformar na consistência semi pastoso”, complementa.

Mais tranquilo à mesa

Sente à mesa para comer sempre que possível. Evite se alimentar em pé em frente os balcões ou comer no carro, ônibus ou transporte público

Mastigue bem os alimentos

Procure deixar os talheres sobre a mesa entre uma garfada e outra

Não coma mexendo no computador, celular ou assistindo televisão

Procure prestar ao máximo atenção na comida e saboreie as texturas

De olho na respiração

Você sabe que come muito rápido e quer mudar isso mas não quer perder o prazer do alimento contando o número de vezes que mastiga? A nutricionista Sandra Reis dá uma dica. Pare por 30 segundos antes de iniciar a refeição para respirar corretamente. Isso mesmo. Sente-se confortavelmente e, com os olhos fechados, inspire e expire profundamente várias vezes, pensando no alimento que vai consumir. Além de desacelerar, isso vai ajudar no processo de salivação, o que vai tornar o alimento mais gostoso e fazer com que você queira mantê-lo na boca por mais tempo para sentir seu sabor.

Mastigue sem pressa

Quer outros motivos para tentar comer um pouco mais devagar? Comer às pressas provoca a formação de gases e promove uma menor absorção dos nutrientes. Consequentemente, você sente fome mais rápido, come algo e aí surgem os quilos a mais. Mastigar corretamente ajuda nossa digestão e aumenta a sensação de saciedade. Comer com pressa, porém, nos leva a fazer escolhas nada saudáveis e ainda mastigamos a comida de qualquer jeito, provocando a má digestão que pode trazer desconfortos bem chatos depois das refeições como a sensação de estômago cheio, prisão de ventre e até dores abdominais.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso