Obra de R$ 19 milhões triplica aeroporto de Rio Preto Ícone de fechar Fechar

EXPANSÃO

Obra de R$ 19 milhões triplica aeroporto de Rio Preto

Com inauguração de ala de desembarque pelo governador, prédio passa de 2,2 mil para 6,6 mil metros², um dos maiores do Estado


    • São José do Rio Preto
    • máx min

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), inaugurou nesta quinta-feira, 16, a nova área de desembarque do Aeroporto de Rio Preto. A expansão, que consistiu na reforma do antigo terminal anexado ao novo, também entregue pelo tucano em março do ano passado, triplicou o tamanho do local, que passou de 2.250 metros quadrados para 6.630 metros quadrados. O custo total da obra foi de R$ 19 milhões.

Com o final da empreitada, o Aeroporto de Rio Preto passa a ser o maior em tamanho entre 21 aeroportos administrados pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), que incluem os de Ribeirão Preto, Sorocaba e Bauru. De acordo com o secretário estadual de Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, 30% de toda movimentação entre esses 21 terminais se dá apenas em Rio Preto, ficando atrás apenas de Ribeirão.

De janeiro a setembro, foram registrados 531.990 passageiros no Aeroporto de Rio Preto, que movimentou no mesmo período 17.183 aeronaves.

Com a ampliação, o estacionamento para veículos também triplicou o número de vagas, passando de 100 para 300 no total. "São José do Rio Preto é uma das cidades que mais cresce no Brasil e precisa de um bom aeroporto. Nós tínhamos um aeroporto de 2,2 mil metros quadrados, o que era muito acanhado. Foi praticamente triplicado com mais de 6 mil metros quadrados", afirmou o governador durante o discurso de inauguração.

As novas salas de embarque ocupam agora 1,2 mil metros quadrados em vez dos 300 metros quadrados anteriores. As salas de desembarque também estão mais espaçosas, passando de 150 metros para 450 metros quadrados.

De acordo com o Daesp, o saguão central recebeu nove balcões novos, o que vai aumentar para 21 pontos de check-in. Os sistemas de esteiras transportadoras de bagagens e de ar condicionado também foram ampliados. O aeroporto conta ainda com restaurantes, cafeterias, lanchonetes e bancos com caixa eletrônico.

Terceira faixa

Questionado sobre a construção de terceira faixa na rodovia Washington Luís entre Rio Preto e Mirassol, Alckmin disse que até dezembro o projeto da obra deve ficar pronto. Ele disse ainda que como a obra não está prevista no contrato assinado com a concessionária, o governo do Estado aguarda autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para fazer o aditamento do contrato com a Triângulo do Sol.

Reajuste

O tucano comentou também comentou o projeto de reajuste para procuradores do Estado enviado por ele à Assembleia. "É apenas equiparação de carreiras jurídicas. O teto deles não é o teto do governador, mas do Poder Judiciário", afirmou o governador ao dizer que está fazendo "um grande esforço" para anunciar reajuste para outras categorias de servidores públicos. "Vamos raspar o fundo o tacho para anunciar o reajuste", disse.

O prefeito Edinho Araújo (PMDB) pediu ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) a doação de uma área de 26,4 hectares - o que corresponde a 264 mil metros quadrados - ao município localizada no quilômetro 442 da rodovia Washington Luís em Rio Preto, que pertencia ao antigo IPA. O tucano recebeu o ofício de Edinho que estava assinado também pelos deputados estaduais Orlando Bolçone (PSB) e Vaz de Lima (PSDB). "Nós vamos liberar sim", afirmou Alckmin após conversar com o prefeito ainda no aeroporto.

Um dos objetivos do prefeito é ampliar a área destinada à instalação do Parque Tecnológico e de distrito industrial existente naquela região. O projeto é desenvolvido pelo secretário de Planejamento, Israel Cestari. (RL)