X
X

Diário da Região

23/11/2017 - 10h57min / Atualizado 23/11/2017 - 10h57min

ELEIÇÕES 2018

Cristovam Buarque critica negociação do PPS com Huck

O senador, que também tem intenção de se lançar ao Palácio do Planalto, reprovou ainda a sanha do partido em abrigar um candidato apenas pelo seu potencial de votos

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) criticou nesta quarta-feira, 22, a forma como o seu partido, o PPS, vem negociando a filiação do apresentador de TV Luciano Huck, que disputaria a Presidência da República pela sigla. O senador, que também tem intenção de se lançar ao Palácio do Planalto, reprovou ainda a sanha do partido em abrigar um candidato apenas pelo seu potencial de votos, destaca o jornal O Estado de S. Paulo.

"Partido não pode escolher um nome só porque ele tem mais voto. Se for assim, não deveríamos ter candidato e ir direto apoiar o Lula ou o Bolsonaro", ironizou o senador.

Cristovam salientou que considera positiva a aproximação de Huck com o PPS. "Fico emocionado quando vejo uma pessoa realizada financeiramente e profissionalmente, no tempo em que todo mundo foge de política, querer vir para um partido fazer política", disse ao Estadão/Broadcast. "Agora, não me sensibiliza ele vir sob a condição de ser candidato a presidente. Acho muito ruim. Acho que ele devia vir disputar com os outros", afirmou.

De acordo com o senador, as negociações entre Huck e o PPS estão concentradas, até o momento, em Roberto Freire, presidente da sigla, e no ministro da Defesa, Raul Jungmann, sem maior consulta ao partido. "Quero que eles abram o processo de escolha", afirmou.

Cristovam também criticou a possibilidade de o PPS passar a se chamar Agora!, nome do movimento de ativistas e acadêmicos que defende a renovação política e do qual Huck faz parte. "Se for isso, acho um erro escandaloso. Não existe partido Agora!. Partido é para pensar o futuro", afirmou. "Passaria a ideia de que isso seria uma imposição do Huck. Não fica bem impor até a mudança de nome. O próximo passo seria eles decidirem quem deve ser expulso."

Para o senador, o processo e a escolha do candidato à Presidência pelo PPS deveria passar por uma consulta ao partido para mostrar "quem tem a melhor proposta, quem tem tradição e, por último, quem tem mais votos". "Além disso, de onde se tirou que Huck tem voto?", questionou Cristovam. "Acho que ele tem popularidade, mas popularidade não é sinônimo de voto. Para ser popular, não precisa disputar um debate, mostrar o que pensa. Se fosse por popularidade, poderíamos chamar o Neymar, eleger o Pelé."

Licença

Cristovam anunciou nesta quarta que não vai mais se licenciar do cargo de senador. Inicialmente, a intenção era se afastar do Senado por quatro meses e iniciar a campanha como pré-candidato do PPS à Presidência. No entanto, o plano foi adiado porque seu suplente, Wilmar Lacerda (PT), foi acusado de envolvimento com uma adolescente de 17 anos. Segundo Cristovam, o afastamento está adiado até que sejam esclarecidas as denúncias.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso