Diário da Região

30/11/2017 - 17h18min

APOCALIPSE

Juliana Knust diz que não é destemida como Zoe

Para a atriz, novela da Record chega como uma espécie de coroação de sua maturidade artística

Divulgação Juliana Knust vive Zoe, a protagonista da novela Apocalipse
Juliana Knust vive Zoe, a protagonista da novela Apocalipse

Juliana Knust, a heroína Zoe da terceira fase de Apocalipse, novela das 20h45 da Record, estreou como atriz na TV há 20 anos, em Malhação. Mas só agora, aos 36, conquistou o posto de protagonista de um folhetim. E confessa que, às vezes, se sente insegura nessa posição. Para passar veracidade na pele da mocinha, busca forças na própria essência da personagem.

"Zoe é uma mulher independente e tenho um pouco disso. Comecei a trabalhar bem nova e saí de casa cedo. Só que ela é destemida, o que não sou tanto. Espero aprender muito até o final dessa jornada. A ser mais confiante, principalmente, porque sou um pouco medrosa para algumas situações. Em momentos como agora, bate insegurança porque é uma responsabilidade grande", entrega.

A atriz, no entanto, não nega que viveu um grande processo de amadurecimento nessas duas décadas de carreira. E Apocalipse chega como uma espécie de coroação dessa maturidade. Zoe, ao lado do herói Benjamin (Igor Rickli), liderará os Santos da Resistência, que lutarão contra o anticristo Ricardo (Sergio Marone).

"Tudo acontece no seu momento. Fiz bons personagens e a protagonista é mais um papel maravilhoso, em que vou me dedicar de corpo e alma. Se viesse mais cedo, talvez eu não estivesse preparada. A maior diferença é no volume de cenas", acredita.

Na trama, Zoe conhece o caminho da fé ainda criança. Mas se distanciará de Deus com o passar dos anos. Apenas depois do Arrebatamento - primeiro evento do Apocalipse, quando Deus retira todos os verdadeiramente cristãos da Terra, inclusive os pais da jovem, Oswaldo (Marcos Winter) e Letícia (Luiza Tomé) - é que ela entrará em crise.

Para sua intérprete, a fé independe de uma religião. E Juliana faz questão de passar para os dois filhos, Matheus e Arthur, o princípio do respeito ao próximo. "Tenho a minha fé, acredito em uma energia maior, que a gente pode chamar de Deus. Rezo com as crianças toda noite, antes de dormir. Isso não é para eles terem uma religião, mas para terem fé. Quero que saibam ser gratos por tudo que a gente tem. Podemos ser felizes, se fizermos a nossa parte. Mesmo que a gente não possa transformar o mundo, podemos viver em harmonia com as outras pessoas", relata.

Vida de jornalista

Para interpretar a repórter Zoe, Juliana conta que fez laboratório com a equipe de jornalismo da Record. Durante alguns dias, acompanhou os profissionais em reportagens e visitou a redação, para ver como funcionam os bastidores da profissão. Ela conta que foi uma novidade ver como um telejornal vai ao ar e que, até hoje, ainda invade o espaço para ver como os jornalistas se comportam.

"O que me surpreendeu foi como eles conseguem entregar as coisas, já que é uma loucura sempre. São muitas informações, vindas de todos os lugares. Você tem de saber o que vale a pena falar, o que é verídico ou não. Não sei como não batem cabeça, porque é tudo acontecendo ao mesmo tempo. Jamais daria conta de um negócio assim", diz, aos risos.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o perí­odo R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o per­íodo R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.