Diário da Região

30/11/2017 - 17h44min

SHOW

Cabarexistência abre as cortinas

Apresentação é gratuita, mas ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência

Suria Amanda/Divulgação Grupo usa depoimentos reais 
para a construção da obra
Grupo usa depoimentos reais para a construção da obra

Existir, resistir e fazer um show enquanto isso. Um show de liberdade, que traz para o nosso tempo, adequada e necessariamente, os elementos do cabaré, um espaço de alegria e libertinagem, mas também um símbolo de enfrentamento. Assim nasceu Cabarexistência, novo trabalho do Grupo de Apoio à Loucura (G.A.L.) que faz sua estreia nos palcos do Sesc Rio Preto nesta sexta-feira, 1º de dezembro, em uma apresentação gratuita a partir das 22h. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência.

A ideia de um show de variedades soou como uma boa oportunidade para o grupo explorar linguagens e seguir desdobrando o hibridismo encontrado com o seu espetáculo anterior, PUTO!. "O cabaré das resistências surge do encantamento com algumas obras e da necessidade de criação num ambiente de total liberdade", explica Murilo Gussi, que criou o Cabarexistência com Andressa Maria, Bruno Cavalcanti, Maria Eduarda Camillo e Paula Pala.

O projeto foi contemplado pelo Programa de Qualificação em Artes Ademar Guerra e, ao longo do ano, recebeu orientações de Gustavo Colombini, Laís Marques e Éverton Genari. Além disso, participou pelo Sesc Rio Preto do Laboratório Cênico com a atriz e diretora Georgette Fadel.

Música, dança, beleza e poesia se encontram nesse cabaré onde os cinco criadores, atores, seres e músicos compartilham de sua resistência e existência, contam de si e do mundo, abrindo portas para um lugar em que todos podem ser quem quiserem.

Trata-se de uma mistura entre realidade e ficção em que cada ator é responsável pela construção do seu número. "Desde o início, a criação se deu através de uma palavra que conjugasse sua própria existência. Descobrimos infinitas possibilidades de jogo a partir desses depoimentos reais e nos colocamos em risco ao manter a investigação, transitar por essas possibilidades, apresentando a nós e, claro, ao público uma experiência única em cada noite", conta Murilo.

Ao buscar, de forma híbrida, fatos reais da vida de seus protagonistas e sensações do imaginário de um cabaré, o espetáculo inverte as noções de vida e morte, alegria e tristeza, resistência e existência, revelando novas possibilidades para a cena idealizada de um cabaré. "Tratar o cabaré apenas como lugar de alegria e libertinagem nos impediria de perceber sua importância política e social. Para este espetáculo, buscamos outras camadas em nós mesmos e isso abriu espaço para a construção desse nosso cabaré", afirma Murilo.

E para falar do mundo, os criadores do espetáculo escolheram falar sobre eles mesmos por acreditarem no teatro como ferramenta de transformação e na força da verdade em cena, o que proporciona autoconhecimento e, ao mesmo tempo, a estranheza diante do próprio ser, aumentando o interesse no próprio ser, a curiosidade para se aprofundar mais e mais na sua verdade.

Resistência

Cabarexistência é mais uma forma encontrada pelo grupo de somar forças com artistas e público para potencializar a luta contra a realidade de opressão contra a arte que vem se intensificando, conta Murilo.

"Cabaré é apenas mais uma arma carregada de cores nessa guerra. Em meio à desilusão, sinto que alguma coisa deve ser feita e só estamos buscando fazer alguma coisa. Essa foi a melhor forma que encontrei e sem dúvida a mais prazerosa. A resistência está também em não buscar se encaixar, em questionar e não seguir modelos impostos principalmente em uma criação artística."

Muito dessa concepção de encontrar seu próprio espaço e seguir suas próprias regras vem do trabalho anterior do grupo, o espetáculo PUTO!. "Cada vez mais ele nos traz a sensação de que o show tem que continuar. É um manifesto sobre a liberdade e, se existem regras nesse trabalho, elas são criadas por nós. Cabarexistência também traz consigo a liberdade de criação, de experimentação, de ser quem se é e de fazer do jeito que quiser."

Serviço

  • Cabarexistência, sexta-feira, 1º de dezembro, às 22h, no Sesc Rio Preto. Entrada gratuita - Ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Aguarde, carregando...

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mas.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Regiao

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos trás primeiros meses após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conte?do gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 mat?rias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Regiao
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos trás primeiros meses, após o período R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.