Diário da Região

05/10/2017 - 22h55min

JARDINS DE VIDRO

Os benefícios dos terrários, ideais para o ganho tempo no cuidado com as plantas

Moradores de Rio Preto e região vêm descobrindo os benefícios no prazer da criação dos terrários, que são versáteis para decorar e ideais para quem tem pouco tempo para cuidar de plantas

Pixabay/Divulgação Pequeno vaso de vidro com plantas requer pouca manutenção
Pequeno vaso de vidro com plantas requer pouca manutenção

Montar um terrário é um jeito prático de ter plantas em apartamento ou casa com pouco espaço. Os minijardins ajudam a trazer a natureza um pouco mais para perto da rotina agitada e urbana de grandes cidades, que inclui Rio Preto. As miniaturas de jardins em redomas de vidro também estão com tudo na decoração. Para inovar, não é necessário pintar paredes ou renovar alguns móveis. Basta montar um pequeno ecossistema em um recipiente para deixar o cômodo alegre e bonito.

Além de deixar a casa com um cantinho verde, criar terrário é uma ótima atividade terapêutica até para quem nunca se atentou a arte botânica. Para montar um minijardim é preciso seguir algumas regras, que inclui a escolha de materiais especiais, como recipientes, terras, argila, cascalhos, pedras e plantas, que inclui cactos e suculentas. E usar a criatividade para completar o vaso com bonecos e miniaturas e tornar o terrário uma pequena atração em casa.

Cultivar as plantinhas em casa se tornou um hobby para muita gente de Rio Preto e região. Homens e mulheres estão descobrindo os benefícios no prazer do cultivo, no bem-estar do contato e na arquitetura e decoração. Telma Miceli, de Votuporanga, por exemplo, deixou a carreira como jornalista para se dedicar a um espaço de criações artísticas de vegetação. No Florisbela Ateliê Botânico, ela cria verdadeiras miniflorestas em potes e vasos.

Para produzir os terrários, nos últimos três anos, Telma estuda e pesquisa muito. Ela escolhe plantas parecidas no manejo e cultivo para colocar nos recipientes, principalmente porque algumas precisam ser pouco e outras nunca regadas. Algumas precisam de luz e outras apenas de iluminação indireta. “Não basta pensar apenas na estética para fazer a composição”, revela. Buscando diversidade, Telma ainda cria série de terrários com diferentes temas e vasos próprios. “Fazer os vasinhos com plantas é uma terapia. Reduz minha ansiedade”

Energia

Quem também tem uma selva de plantas em miniatura em casa é Ivana Piton Canado, que também deixou a sua formação como administradora de lado para se dedicar a produção dos terrários. Ela montou um negócio dentro de casa porque não queria abrir mão do cuidado do filho pequeno e da vida profissional. Depois de fazer um workshop e um curso online sobre os minijardins, ela se encantou pelo cultivo e nunca mais parou de desenvolver os terrários.

Primeiramente Ivana decorou sua casa, depois presenteou amigos, começou a vender esporadicamente e hoje está lucrando com as participações em feiras, como o Jardim Cultural, e em ações coletivas feitas em espaços culturais como Casa das Janelas e Cafezine, em Rio Preto. Ivana, que mora em Nova Aliança, conta que energiza as os terrários que vende. “O trabalho é terapêutico e quem recebe os minijardins sentem a energia”, afirma. O trabalho de Ivana pode ser conferido no Facebook Jardim de Nirvana.

Personalizado

A professora de inglês Priscila Lemonche Brito também é uma especialista em jardins de vidro. Em um recipiente, como uma jarra de cafeteira, ela reproduz a atmosfera quente e úmida das florestas tropicais. Ela conta que viu nos terrários a chance para criar algo diferente e autoral. “Faço eles há cerca de três anos como hobby para presentear os amigos com um pedacinho da natureza, decorar minha casa e vender.”

Com o desenvolvimento dos minijardins, Priscila eliminou a ansiedade e turbinou a criatividade. “É um hobbie que não tem contraindicação.” Para construir sua minifloresta, ela compra materiais e miniaturas em Rio Preto e também em outras cidade. “A maioria dos meus terrários são feitos em recipientes de vidro, mas já fiz em plástico transparente para que as crianças, que ganharam de presente, pudessem manusear sem perigo”. No Facebook Pri Mendes Terrários e Mini Jardins, a professora publica fotos das suas criações.

O estudante de arquitetura Leonardo Bauab Aissa aponta os benefícios de ter plantas em casa. “O ambiente fica mais fresco e muito mais bonito.” Ele conta que desenvolver os terrários faz muito bem para saúde física e mental e sugere que todas as pessoas façam também. “No começo é preciso empenho e estudo, e depois é diversão com a produção e cultivo. Uma dica é tirar todas as dúvidas sobre as plantas com os funcionários das floricultura para que o terrário tenha vida longa.”

Para aprender

Quem quiser criar um terrário ou entender um pouco mais sobre o universo dos minijardins pode ir até o Ceagesp neste domingo, 8. Às 10h, Douglas Zaneti, da Plant Garden, vai ministrar uma palestra sobre os jardins dentro de vidros. O especialista vai abordar os estilos de terrários, as plantas que podem ser utilizadas, os substratos e os modelos de vasos. Na ocasião, ele fará uma montagem demonstrativa. A atividade integra o evento Ceagesp em Flor.

 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso