Diário da Região

05/10/2017 - 18h14min

Vinhos argentinos

Os excelentes vinhos da vinícola argentina El Enemigo

Desde que conheci os vinhos desta cantina, passei a apreciá-los e indicá-los para todos. O enólogo Alejandro Virgil, juntamente com Adriana Catena, filha do dono da Catena Zapata produzem vinhos excelentes

Arquivo pessoal Linha de vinhos
Linha de vinhos

No evento bianual da Mistral de 2016, selecionei os vinhos que eu iria provar de antemão, pois teria um tempo limitado para este encontro.

Um amigo me levou para provar os vinhos do El Enemigo, projeto pessoal de Alejandro Vigil, enólogo-chefe da vinícola argentina Catena Zapata, juntamente com Adriana Catena, filha de Nicolas Catena, dono da vinícola.

Eu tive uma agradável surpresa, pois os vinhos que provei eram excelentes, superando em muito alguns ícones do velho mundo que eu conhecia. Alejandro é uma figura muito simpática e teve paciência de responder a todas as minhas dúvidas.

Desde então, passei a indicar a vinícola em Mendoza, para as pessoas que iriam para lá.

Participei também de um novo encontro com os vinhos da El Enemigo em 2017, quando fui convidado para uma prova de seus vinhos na sede da Mistral.

Alejandro infelizmente não pode vir desta vez ao Brasil, mas mandou uma apresentadora, entusiasta de seus vinhos e com pleno conhecimento deles.

Ela começou nos contando que este projeto utiliza uvas dos melhores vinhedos da Catena, escolhidos pelo próprio Alejandro, de forma que originassem vinhos com personalidade distinta dos talhados por ele na Catena Zapata.

Logo que foi lançado, o El Enemigo Malbec, já foi classificado por Robert Parker como Outstanding. Recentemente RP classificou com 98 pontos, o Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary 2011, feito com a cepa Cabernet Franc.

Todas as vinhas utilizadas são de altura e os vinhos sempre tem uma parte da cepa Cabernet Franc.

Perguntei por que Alejandro tinha escolhido o nome El Enemigo e a apresentadora me explicou que os inimigos, neste caso são os vinhedos, que não deixam muito bem fazer o que os enólogos querem.

Fizemos a prova dos vinhos, começando pelo Chardonnay 2015, que é muito aromático, bem seco, como os da Borgonha, com uma bela acidez, estrutura e elegância. Ele é um excelente Chardonnay, com 13,9% de álcool e custa US$38,90.

El Enemigo Bonarda 2013, com 15% de Cabernet Franc, é um vinho com uma bela cor violeta, advindo de vinhedos de mais de 100 anos. É um vinho complexo, com aroma de rosas, violeta e com toques defumados e longa persistência. Foi classificado como outstanding por Robert Parker, que deu 91 pts na safra 2013. Custa US$42,90.

El Enemigo Cabernet Franc 2014, com 2% de Malbec, é fermentado em ovos de concreto, sem aplicação interna de epoxi. É um vinho elegante, com muita fruta, boa acidez e com notas balsâmicas. Robert Parker classificou a safra 2014 com 93 pts. Ele tem 13,9% de álcool e custa US$44,90.

El Enemigo Malbec 2014, com 7% de Cabernet franc e 3% de Petit Verdot (para ressaltar o sabor). As uvas foram colhidas em 4 datas diferentes para garantir o ponto perfeito de maturação. Ele foi classificado com 92 pts por Robert Parker na safra 2014. É um vinho elegante, persistente e muito equilibrado e se destaca da maioria dos Malbec argentinos. Tem 13,9% de álcool e custa US$44,90.

Gran Enemigo 2012 feito com: 10% Malbec, 50% de Cabernet Sauvignon, 25% de Cabernet Franc, 10% de Merlot e Petit Verdot. Este excelente vinho recebeu a nota 95 Rp e tem tanino potente e estrutura, o que deve garantir longa guarda. Ele é envelhecido em tonéis trazidos da Alsácia, tem 13,9% de álcool e custa US$119,00

Gran Enemigo Agrelo, Cabernet Franc 2012, com 12% de Malbec. O vinho é muito elegante, com aromas de flores, opulento, macio, com um longo e delicioso final de boca. Tem 13,9% de álcool e custa US$129,00

Gran Enemigo Single Vineyard Gualtallary 2012, com 85% de Cabernet Franc e Malbec, com uvas provenientes de um único vinhedo plantado a 1.470 m de altitude. As uvas são colhidas em sete etapas, o que favorece a concentração. Robert Parker deu 98 pontos a este vinho que é o mais intenso, sem perder a elegância, profundidade e maciez. Tem 13,9% de álcool e custa US$129,50.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso