Diário da Região

30/09/2017 - 21h12min

artigo

Desenvolvimento e educação

Se Rio Preto fosseum país, ocuparia a 51ª posição no ranking mundial de desenvolvimento humano

Como se sabe, o desenvolvimento de um país depende, em grande medida, da qualidade e das condições de acesso ao ensino oferecido à população. Isto pode ser constatado, por exemplo, no último Relatório de Desenvolvimento Humano, disponibilizado em 2016, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD.

Na primeira parte dos Anexos Estatísticos desse documento, são apresentados os índices compostos utilizados para medir o desenvolvimento: expectativa de vida ao nascer; expectativa de anos de escolaridade; tempo médio de escolaridade; e, PIB per capta. A partir destes índices, é calculado o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de cada país, o que permite a construção de um ranking.

Em 2016, de acordo com o Relatório, a Noruega aparece em primeiro lugar no ranking mundial do IDH, com uma expectativa de anos de escolaridade de 17,7 e com um tempo médio de escolaridade da população, de 12,7 anos. Neste mesmo documento, o Brasil aparece em 79º lugar, com uma expectativa de 15,2 anos e um tempo médio de 7,8 anos, ou seja, o tempo médio de escolaridade do brasileiro é cinco anos menor do que a do cidadão norueguês.

Antes que alguém argumente que esta comparação é descabida, o Chile, país tão sul-americano quanto o Brasil, ocupa a 35ª posição neste ranking, com um tempo médio de escolaridade de 9,9 anos. É preciso considerar que, neste Relatório, não se faz distinção entre os ensinos fundamental, médio e superior, usando-se a terminologia brasileira, para fins de cálculo do tempo médio.

Mas a reflexão que precisa ser feita é a de que a posição do Brasil é desconfortável não somente pelo fato de ser superado por países como Cazaquistão (56º), Panamá (60º) e Azerbaijão (78º). O grande problema é que quanto menos tempo de escolaridade o indivíduo possuir, menor será a probabilidade de chegar ao ensino superior.

Para servir como parâmetro, o IDHM de São José do Rio Preto é de 0,797. Se o município fosse um país, ele ocuparia a 51ª posição no ranking mundial de desenvolvimento humano. No entanto, de acordo com a Fundação Seade, aproximadamente 19% da população do município, com mais de 25 anos, possui ensino superior completo. Isto é pouco, especialmente, quando se considera a quantidade de instituições que oferecem cursos de graduação no próprio município ou em outros muito próximos a ele.

Mas este fato nada mais é do que uma consequência do que ocorre nos estágios anteriores de aprendizado. No último Censo, realizado em 2010, constatou-se que 45% da população com mais de 25 anos do município possuía, pelo menos, o ensino médio completo. Portanto, em 2010, os outros 55% da população com este perfil etário não estaria apta a ingressar no ensino superior. O Censo revelou, também, que apesar do elevado IDHM, a taxa de analfabetismo registrada para o município foi de 3,2%. Número expressivo visto que esta taxa é calculada sobre a população com mais de 15 anos.

Com relação à qualidade do ensino, mencionada no início, talvez possamos aprender alguma coisa com o Cazaquistão...

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso