Diário da Região

30/09/2017 - 19h53min

Rio Preto em Foco

Simplesmente Nato

Filho de imigrantes italianos, fincou raízes em Rio Preto e se tornou um dos maiores criadores de gado nelore e tabapuã do Brasil; hoje dá nome a uma avenida e a um bairro na cidade

Após a década de 1980, na gestão do prefeito Manoel Antunes, surgem os primeiros bairros populares da cidade: Solo Sagrado, Cristo Rei, João Paulo 2º, entre outros. A cidade definitivamente estendia sua área urbana até as fronteiras com a cidades e distritos mais próximos. Áreas rurais se transformaram em novos bairros. Um deles foi o Nato Vetorasso, uma homenagem a Fortunato Ernesto Vetorasso. Nato, como era carinhosamente chamado, não tinha muita escolaridade, mas tinha um tino para os negócios de cair o queixo.

Nascido em 1910 na cidade de Brodowski (SP), Nato era filho de imigrantes italianos. Comprou uma propriedade na região de João Batista de Souza, no chamado bairro “Mistura” (por ter várias colônias de imigrantes) e por aqui se estabeleceram, no início do século 20.

Trabalhando com os irmãos na enxada, Nato já faturava um extra nos finais de semana cortando o cabelo dos patrícios. Casou-se ainda novo, abandonou a enxada e com o dinheirinho guardado começou a comprar uma cabeça de gado aqui, outra ali, até juntar uma pequena boiada e vender todo o lote. Sua mulher herdou uma pequena propriedade com cultivo de café e eles foram morar lá. Mas antes mesmo da primeira colheita, Nato já tinha se tornado um grande comerciante de gado. Toda região já o reverenciava e repassava seu gado a ele. Sua palavra valia mais que qualquer documento. Deixou de receber de muitos e nunca foi atrás. Apenas fazia um x no nome do sujeito.

Comprou inúmeras fazendas pelo Brasil afora e no bairro Gonzaga de Campos, em Rio Preto, exportava gado para São Paulo, Rio de Janeiro, das seis da manhã às dez horas da noite. O trem de cargas parava na sua estação, construída exclusivamente para embarque e desembarque de animais. Tornou-se um dos maiores criadores de gado Nelore-Tabapuã do Brasil e fornecia carne para o Exército brasileiro. Projetou o nome da cidade para todo país. Foi proprietário de um dos maiores frigoríficos da região, o Frigorífico Santa Cruz, que ficava na Rua Bernardino de Campos, logo após a Avenida Philadelpho Gouveia Neto. Pegou o estabelecimento em dívida e em estado de falência. Foi dirigente por décadas do Sindicato Rural e recebeu homenagens e reconhecimento da cidade pela Câmara Municipal. Mesmo assim, era tão simples que, na mesa de jantar da sua casa, sentava-se junto com a sua família o juiz, o prefeito, o delegado, o bispo e os peões. Não admitia essa diferença.

Morreu em 1976, num acidente automobilístico. A cidade parou para dar o último adeus àquele que tanto ajudava os outros. No seu velório, foi preciso interditar uma parte da Avenida Andaló, na frente da sua casa, devido à multidão que compareceu. Hoje é nome de bairro e de uma das maiores avenidas da cidade.

“Simplesmente Nato”. Um filme da “Rio Preto em Foco Filmes”

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso