Diário da Região

05/10/2017 - 17h35min

DIÁRIO TEC

Post polêmico faz Twitter rever as próprias regras

Depois de manter mensagem de Trump interpretada como declaração de guerra, Twitter diz que vai atualizar termos de uso

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode ter sido o primeiro líder de Estado a declarar guerra pelo Twitter. Pelo menos foi dessa forma que Kim Jong Un, líder da Coreia do Norte, interpretou a mensagem publicada por Trump na rede social no último domingo, 24. Na última terça-feira, 26, o Twitter divulgou um comunicado informando o motivo de não ter excluído a publicação do presidente americano.

No tuíte, Trump se refere a Kim Jong Un como "Homenzinho Foguete" e diz que se o chanceler norte-coreano repetir as ideias do líder do país "eles não estarão por aí por muito tempo", mensagem interpretada pelos coreanos como uma clara declaração de guerra contra o país. 

Apesar de ser considerada ofensiva de acordo com os termos de uso do Twitter, a mensagem não foi removida da rede social e ainda havia recebido, até o fechamento desta edição, mais de 50 mil comentários, 37 mil compartilhamentos e 133 mil curtidas.

Devido às inúmeras reclamações de usuários da plataforma para que a publicação fosse removida, o Twitter emitiu um comunicado informando o motivo pelo qual decidiu manter a mensagem. Segundo a rede social, a mensagem pública pode ser considerada notícia e é justamente o valor-notícia que a plataforma tem levado em conta antes de remover conteúdo considerado ofensivo.

Ainda conforme a empresa, todas as contas na rede social são submetidas às mesmas regras, não importando se trata-se de uma pessoa desconhecida ou o presidente dos Estados Unidos. "Entre as avaliações, temos o ‘valor-notícia’ e a probabilidade de o tweet ser de interesse público. Isso tem sido uma política interna há um bom tempo, e vamos em breve atualizar nossos termos de uso públicos para esclarecer isso", diz o comunicado.

 

Trending 

Efeitos especiais - Mesmo perdendo espaço para o Stories, do Instagram, o Snapchat continua apostando em novidades. Desta vez, a rede social incluiu um recurso que utiliza realidade aumentada para aplicar efeitos no céu retratado nas fotos. É possível transformar o dia em noite, manhã em tarde e acrescentar nuvens e estrelas em um céu limpo.  

Filtro inteligente - O Instagram anunciou na terça-feira, 26, que o filtro inteligente contra comentários ofensivos passará a funcionar em português. Agora, quando um comentário contendo xingamentos ou qualquer outro tipo de ofensa for publicado, a rede social usará inteligência artificial para reconhecer o conteúdo e ocultá-lo. O objetivo, segundo a empresa, é deixar a plataforma mais limpa e amigável.

Passeio virtual - Sete parques naturais brasileiros foram incluídos no Google Street View na última segunda-feira, 25. Agora, é possível passear virtualmente e conhecer as belezas naturais de paisagens no Rio de Janeiro, Paraná, Maranhão e São Paulo. Para captar as imagens que estão disponíveis na plataforma, o Google utilizou uma mochila Trekker, que carrega uma câmera com 15 sensores fotográficos, capazes de capturas imagens em 360 graus.

Mudança radical - O Twitter começou a testar uma de suas maiores mudanças desde o lançamento. Em breve, o limite de caracteres para cada publicação passará de 140 para 280. A novidade foi anunciada no blog oficial da empresa e, por enquanto, está disponível apenas para um grupo limitado de pessoas. Ainda não há previsão para que a mudança seja feita em todo o mundo.

 

iPhone de outro planeta

Uma empresa que customiza smartphones com materiais de luxo, como diamantes, safira, ouro e titânio colocou à venda um iPhone X (o novo top de linha da Apple) feito com uma material nada comum: pedras Seymchan, retiradas de um meteorito que caiu na Rússia. O modelo lançado pela Caviar custa nada menos que 4,5 mil dólares (aproximadamente R$ 14,5 mil em conversão direta, sem contar os impostos). Já um iPhone X com carcaça de titânio custa 3,8 mil dólares (cerca de R$ 12 mil).

App da nova lei trabalhista

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou na última terça-feira, 26, um aplicativo para que trabalhadores possam se informar sobre a reformulação das leis trabalhistas, que passa a valer em novembro. O app permite ao usuário conhecer a nova legislação, pesquisar regras e comparar pontos da lei anterior com a nova. O aplicativo está disponível para usuários de Android e iOS e pode ser baixado na Play Store ou App Sotre. Basta procurar por “Conexão RT – Modernização Trabalhista”.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso