Diário da Região

30/09/2017 - 11h31min

DIA DE DECISÃO

Rio Preto e Santos fazem o primeiro jogo da final

Gigantes do futebol feminino no cenário nacional duelam neste sábado, às 15 horas, no estádio Maião, em Mirassol, com entrada gratuita

Johnny Torres 26/9/2017 Millene durante treino do Rio Preto no campo esburacado do Solo Sagrado, em Rio Preto
Millene durante treino do Rio Preto no campo esburacado do Solo Sagrado, em Rio Preto

Rio Preto/Smel e Santos fazem neste sábado, 30, às 15 horas, no estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, o primeiro dos dois duelos decisivos do Paulistão 2017 de futebol feminino. As meninas do Jacaré querem o bicampeonato e, para isso, terão que superar o atual campeão do Brasileirão.

O duelo final está marcado para o dia 7, na Vila Belmiro, às 16 horas. Se houver empate em pontos e no saldo de gols ao final das duas partidas a decisão será nos pênaltis.

A final reúne gigantes da modalidade no cenário nacional. O título é a chance do Jacaré para salvar o seu ano após ser eliminado na semifinal do Nacional.

Em Rio Preto desde ontem, o técnico Vadão Alvarez, natural de Monte Azul Paulista e que foi oficializado nesta semana como técnico da Seleção Brasileira, no lugar de Emily Lima, deve acompanhar a decisão.

Os dois times também decidiram o Paulistão no ano passado, e o Rio Preto conquistou o título. “Acho que não tem muito favoritismo, porque é o atual campeão paulista contra o campeão brasileiro deste ano. As duas equipes vão vir fortes, vão querer vir pra ganhar, é a reedição do ano passado e a gente espera um bom resultado em casa para lá fora conseguir o título”, disse a goleira Letícia Bussatto.

Será um tira-teima entre as equipes, que neste ano se enfrentaram duas vezes pelo Estadual com uma vitória para cada lado. O Jacaré perdeu em Santos por 1 a 0 e ganhou no Maião por 2 a 1. No Brasileirão, deste ano, também se enfrentaram e com uma vitória simples para cada lado. “A gente vai em busca de mais um título, elas também pensam assim. Com lealdade, jogo limpo, cada uma vai defender o seu lado e o seu clube nesse momento”, emendou a volante Suzana.

Aliás, Suzana será a única novidade no time em relação ao que eliminou o Corinthians, no último final de semana: com o empate sem gols em Barueri e depois vitória de 2 a 0 no Maião. A volante estava suspensa pelo terceiro cartão amarelo e ainda se recupera de uma fratura no nariz. O técnico Chicão Reguera, com a suspensão da zagueiro Siméia, irá recuar Di para a entrada de Suzana.

No Santos, o técnico Caio Couto não conta com a meio-campista Maria, suspensa. O treinador faz suspense sobre quem entra no time e prega respeito ao Jacaré. “A equipe do Rio Preto é fortíssima, há um respeito muito grande perante nossa parte”, disse o treinador.

Couto antecipou a vinda do elenco santista para Rio Preto para noite de quinta-feira, com intenção que suas atletas pudessem descansar e se adaptarem ao clima da região. “Temos de fazer algo diferente, duas vezes jogando aqui não fomos felizes”, disse Couto.

Ao contrário do Rio Preto, que trabalhou no esburacado campo do Solo Sagrado, o time santista treinou na manhã desta sexta-feira no Maião, o palco do jogo.

A atacante argentina Sole Jaimes, que foi artilheira do Paulistão de 2016 e também do Brasileirão deste ano, é uma das armas santistas. No Estadual, ela jogou pouco e soma oito gols, três a menos que Karen, artilheira do time. “A gente confia no trabalho do dia-a-dia. O Rio Preto é um time forte, raçudo, que nunca desiste, vai ser duro, não vai ser nada fácil. Todos jogos foram bem difícil”, disse Sole Jaimes, que está há dois anos na equipe santista.

Ficha técnica

RIO PRETO - Letícia Bussatto; Gabi Lira, Ana Alice, Di e Mariana; Suzana, Jéssica, Lelê e Gabizinha; Adriana e Millene.

Técnico: Chicão Reguera.

SANTOS - Dani Neuhais; Kati, Carol Arruda, Tayla e Dani Silva; Brena, Erikinha e Patricia Sochor; Jéssica Martinez (Chai), Sole Jaimes e Karen.Técnico: Caio Couto.

Árbitro: Kleber Canto dos Santos.

Local: estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, neste sábado, 30, às 15 horas, com entrada gratuita.

Convocação de Vadão em meio à crise

`

As jogadoras foram chamadas para a Copa CFA Yongchuan, que será disputada na cidade chinesa de Yongchuan, entre 19 e 24 de outubro

Sergio Isso 17/1/2015 Vadão, natural de Monte Azul, assumiu lugar de Emily Lima
Vadão, natural de Monte Azul, assumiu lugar de Emily Lima

SELEÇÃO

Em meio à polêmica causada pela demissão da técnica Emily Lima, o técnico Vadão fez nesta sexta-feira sua primeira convocação em seu retorno ao comando da Seleção Brasileira feminina de futebol. As jogadoras foram chamadas para a Copa CFA Yongchuan, que será disputada na cidade chinesa de Yongchuan, entre 19 e 24 de outubro.

A lista não conta com a atacante Cristiane, a meio-campista Fran e a lateral Rosana. O trio anunciou sua aposentadoria nos últimos dias em protesto pela demissão de Emily Lima, na semana passada. Em entrevista à reportagem do Estado, a treinadora disse que as jogadoras da seleção ‘não têm o respeito que merecem’. A treinadora caiu após duas derrotas em amistosos realizados na Austrália. Com sua saída, o treinador fez seu retorno, sendo anunciado na segunda-feira, o que gerou a revolta de algumas jogadoras. Vadão não se manifestou publicamente sobre o assunto. E, nesta sexta, ele divulgou sua primeira lista nesta sua volta ao comando da seleção.

O principal destaque da convocação é a atacante Marta, que evitou se posicionar diante da polêmica. Pediu apenas que as jogadoras permanecessem na seleção para ‘lutar’ por melhorias de dentro da CBF.

Saga do Rio Preto entra em documentário

`

História de superação do Rio Preto e o perfil modelo de trabalho do Santos farão parte do documentário jornalístico "A Girls Game"

Ozair Jr 29/9/2017 Três jornalistas estrangeiras e uma brasileira filmam treino do Rio Preto no arruinado campo do Solo
Três jornalistas estrangeiras e uma brasileira filmam treino do Rio Preto no arruinado campo do Solo

FUTEBOL FEMININO

A história de superação do Rio Preto e o perfil modelo de trabalho do Santos farão parte do documentário jornalístico “A Girls’ Game”. Um grupo de quatro jornalistas, três estrangeiras e uma brasileira que reside na Tailândia, está fazendo a produção do trabalho que será lançado em janeiro na Europa. O time tem Irene Caselli, italiana de Nápoles e que já morou na Argentina, faz rádio e texto; Claudia Jardim, paulistana, ex-correspondente na Venezuela e, hoje, está na Tailândia; Mariângela Maturi, também italiana que mora na Inglaterra, e a fotógrafa Melissa Lyttle, de Los Angeles.

“É um projeto multimídia, com documentário para tevê, rádio e matérias para sites e jornais”, explicou Irene.

A ideia surgiu para contar a história de uma garota da Gâmbia (país africano), que morreu para chegar à Europa com o sonho de jogar futebol.

“Seria interessante também mostrar as dificuldades que as meninas têm para jogar futebol. A gente agora está no Brasil, mas vamos para a Gâmbia e faremos uma comparação com a Inglaterra, onde as meninas têm mais oportunidades de jogar, porém, falta de apoio financeiro e, com isso, precisam ter outros trabalhos”, disse Irene.

A história das meninas do Juventude, recentemente contada no livro ‘Meninas, o sonho de bola’, do jornalista Carlos Petrocilo, contagiou a equipe de documentaristas. Elas vieram para Rio Preto acompanhar o Santos e os bastidores da final do Paulistão, porém, ficaram admiradas que, apesar de toda a falta estrutura, as rio-pretenses conquistaram títulos do Brasileiro e do Paulistão.

As jornalistas também já ouviram a craque Marta em Orlando, nos Estados Unidos, e a jogadora Nadia Nadim, da Dinamarca que nasceu no Afeganistão e começou a jogar nos campos de refúgio após a morte dos pais, aos 12 anos. Agora está na seleção da Dinamarca e, em janeiro, irá para o Manchester United, da Inglaterra. “No Brasil vamos falar com a Emily Lima, que era a técnica da Seleção, a garota Laura, de São Carlos, que enfrentou dificuldades para jogar uma competição regional pelo regulamento só permitir masculino”, disse Irene. “São histórias diferentes, cada time tem uma particularidade e, pela determinação, ganha no final. As mulheres fazem coisas incríveis.”

Os bastidores e as informações do documentários podem ser acompanhados pelas redes sociais pelo Twitter e Instagram @agirlsgame e tambpem no Facebook agirlsgame.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso