X
X

Diário da Região

02/10/2017 - 20h54min / Atualizado 18/09/2017 - 23h49min

Economize

Veja pesquisa de preços de combustíveis em Rio Preto

Na pesquisa realizada pelo Diário nesta segunda, dos 80 revendedores visitados, 25 vendem o litro da gasolina por R$ 3,999, o preço máximo encontrado

Larissa Lima Alberto Valentin da Silva, opta pelo etanol na hora de abastecer
Alberto Valentin da Silva, opta pelo etanol na hora de abastecer

Boa parte dos postos de combustíveis de Rio Preto já reajustou os preços. Na pesquisa realizada pelo Diário ontem, dos 80 revendedores visitados, 25 vendem o litro da gasolina por R$ 3,999, o preço máximo encontrado. No levantamento realizado na semana passada, apenas um posto vendia o litro do derivado de petróleo por R$ 3,999. O preço mínimo também subiu, passando de R$ 3,599 para R$ 3,749, o que representa alta de R$ 0,15.

O maior valor do litro do etanol, R$ 2,699, foi encontrado em 23 dos revendedores visitados. O combustível derivado da cana-de-açúcar subiu R$ 0,05, quando se considera o maior valor. O menor preço registrado ontem foi R$ 2,449, o que significa R$ 0,10 a mais do que o observado na semana passada. Para tentar economizar, o autônomo Alberto Valentin da Silva busca programar os horários que vai sair para planejar as rotas.

Ele conta que abastece entre três ou quatro vezes por semanas e que gasta mais porque vai à faculdade à noite. “Meu carro é flex e acabo escolhendo o etanol por conta do preço. Evito horários de pico e semáforos.” Ele até tentou a opção de carona para rachar essa despesa, mas acabou não dando certo, por isso tenta outras alternativas.

Política

Os preços dos combustíveis têm sido reajustados quase que diariamente pela Petrobras, desde que a estatal mudou a política de preços no Brasil. Por isso, as alterações dos valores nos postos também são mais frequentes agora. Na última sexta-feira, a Petrobras anunciou a redução do preço da gasolina em 0,6% nas refinarias. O diesel, por outro lado, subiu 0,5%.

Desde 1º de setembro, a gasolina acumula alta de 4,88%. Já o diesel acumula aumento de 6,87% no mesmo período. O reajuste da Petrobras é aplicado sobre o preço do combustível na porta de saída das refinarias. Isso significa que o impacto é sentido primeiro pelas distribuidoras de combustível. A decisão de repassar o reajuste ao consumidor final cabe aos postos de gasolina.

(colaborou Agência Brasil)

Devedor pouco sabe sobre suas contas em atraso

Será que um consumidor com nome inscrito em cadastros de inadimplência tem noção de seus gastos, dívidas e possui algum comportamento adequado de educação financeira? O SPC Brasil e a CNDL tentaram buscar essas respostas em uma pesquisa nacional e revela que o conhecimento dos rendimentos e das contas entre os inadimplentes não é expressivo para a grande maioria.

O levantamento mostra que mais de um quarto dos entrevistados negativados declararam pouco ou nenhum controle de suas finanças: 47% sabem pouco ou nada sobre seus rendimentos e 41% sobre as contas básicas. Além disso, 59% têm pouco conhecimento sobre os valores dos produtos e serviços comprados no crédito que seriam pagos no mês seguinte e sobre quais são eles (55%). O número de parcelas das compras também é desconhecido: 40% sabem muito pouco ou nada a respeito.

Dicas para comprar roupas para crianças

Quem tem filhos sabe o quanto eles crescem rápido e parece que as roupas começam a encolher na mesma velocidade. Por isso, em muitas famílias, os gastos com as roupas das crianças são uma despesa que pesa no orçamento. Mas sempre dá adotar algumas estratégias e economizar na hora de renovar o guarda-roupa da molecada.

Segundo a consultora pessoal de moda e estilo Rafaela Migliorança, antes de sair comprando tudo por aí, dê uma boa olhada no guarda-roupa para ver o que é possível trocar com outras crianças. A ideia é levar as peças que já não servem para outra criança, que seja amiga ou parente, e receber peças de outra mais velha. Por isso, sempre é bom ir separando e guardando o que não serve e está em bom estado.

Outra dica da especialista é visitar brechós em busca de roupas e sapatos. Principalmente para as crianças mais novas, essa é uma ótima pedida, já que dá para encontrar muita peça nova e com preço bem melhor. E ainda dá para ganhar uma grana, caso você consiga vender as peças que levar.

Hoje em dia, as redes sociais estão abarrotadas de grupos que propõem o desapego. E há muitas opções voltadas ao universo infantil. Dá para comprar roupas, calçados e até brinquedos usados por valores bem mais em conta. É só legal ficar atento para fazer um bom negócio e verificar se o vendedor é idôneo.

Lojas populares também são bem bacanas para quem comprar as chamadas roupas de “bater”. E ainda dá para montar looks básicos e compor com peças mais estilosas, sem gastar muito. E vale sempre ficar de olho nos períodos de promoções das lojas infantis.

Quem tem alguma habilidade manual pode apostar na customização. Segundo Rafaela, quando uma blusa começa a ficar curta, por exemplo, uma sacada para aproveitá-la é colocar babadinhos ou renda para aumentar o comprimento. Se o short ficou apertado, dá para tirar o elástico e aproveitá-lo por mais algum tempo. Quando a roupa ficar manchada, aposte no tingimento uniforme ou mesmo no estilo tie die.

E, para finalizar, outra dica é avaliar se não compensa mandar fazer algumas peças de roupa em costureira, principalmente se forem roupas de festa. Em muitos casos pode acabar compensando.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso