Diário da Região

18/09/2017 - 11h43min

Dois anos devastadores para o emprego

Os últimos dois anos foram devastadores para os trabalhadores rio-pretenses. Prova disso é a quantidade de pessoas que a gente vê em cada esquina da cidade tentando ganhar um trocado para sobreviver. O arrefecimento da crise econômica, entre 2015 e 2016, empurrou muita gente para fora do mercado de trabalho. Gente que se viu sem qualquer perspectiva de recolocação e que por isso precisou arregaçar as mangas.

A principal razão para o aumento do desemprego é o desaquecimento da economia. Segundo o economista José Mauro da Silva, em 2016, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registrou queda de 4,34%. “É um resultado que arrebentou com a econômica, derrubou o emprego e a renda, elevando às alturas os índices de desemprego”, afirmou.

Quando a atividade econômica não cresce, cria um círculo vicioso. Isso porque quanto maior o desemprego, menor o consumo, mais desemprego e assim por diante. “As empresas encolhem porque não conseguem gerar recursos para manter a mão de obra. Se não vende no mercado externo e no interno, reduz a produção porque ninguém produz para ter estoque”, explica o economista José Aparecido Firmino.

No ano passado – o pior em pelo menos uma década – o mercado de trabalho de Rio Preto perdeu 4.667 vagas, o que representa a extinção de uma a cada duas horas. O saldo negativo foi resultado de 54.490 contratações e 59.157 demissões. Em 2015, já haviam sido fechados 2.885 postos com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho (MTE).

Segundo Silva, por ser uma cidade que atrai mão de obra qualificada e ainda conta com a mão de obra média e menos qualificada das cidades satélites, não há como ficar imune à queda atividade econômica. “As pessoas que têm algum tipo de qualificação partem para o empreendedorismo, mas as que não tem perspectiva de negócios buscam a sobrevivência em qualquer atividade que possa garantir alguma renda”, afirma.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso