Diário da Região

20/09/2017 - 22h38min

MERCADO FINANCEIRO

Ibovespa fecha em inéditos 76 mil pontos

Investidores voltam à realização de lucros e bolsa paulista sobe 0,04%

A bolsa brasileira voltou a absorver movimentos de realização de lucros e fechou nesta quarta-feira, 20, bem perto da estabilidade, com leve viés de alta. O Índice Bovespa iniciou o dia em terreno positivo, perdeu fôlego ainda pela manhã e atingiu seu pior momento à tarde, após a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Depois de ter caído até 1,18%, o índice voltou a mostrar fôlego e subiu 0,04% no fechamento, marcando 76.004,15 pontos. Com essa leve valorização, o indicador galgou novo recorde histórico e atingiu pela primeira vez o patamar dos 76 mil pontos no fechamento.

Principal evento do dia, a decisão de política monetária do banco central norte-americano gerou volatilidade no mercado, mas de maneira pontual. A instituição manteve inalteradas as taxas dos Fed Funds na faixa de 1% a 1,25% e anunciou que começará a reduzir seu balanço patrimonial em outubro.

As taxas dos títulos do Tesouro dos EUA atingiram máximas, as bolsas de Nova York ampliaram as baixas e o Ibovespa atingiu a mínima do dia, aos 75.074 pontos. Mas esse movimento perdeu fôlego minutos depois, em parte favorecido pela melhora dos ativos em Wall Street.

Dólar

O dólar desacelerou as perdas ante o Real - chegando a subir levemente - nesta tarde, de quarta-feira, 20, depois que o Fed deixou em aberta a possibilidade de uma alta de juros nos EUA em dezembro.

No entanto, a sinalização de fraqueza da inflação e o impacto dos furacões na economia do país deixaram os investidores reticentes, o que levou a moeda americana a terminar em leve baixa.

No mercado à vista, o dólar fechou em baixa de 0,13%, aos R$ 3,1305. O giro financeiro somou US$ 1,58 bilhão. Na mínima, a moeda ficou em R$ 3,1150 (-0,62%) e, na máxima, aos R$ 3,1392 (+0,14%).

No mercado futuro, o dólar para outubro caiu 0,13%, aos R$ 3,1305. O volume financeiro movimentado somou cerca de US$ 18,80 bilhões. Durante o pregão, a divisa oscilou de R$ 3,1190 (-0,68%) a R$ 3,1440 (+0,11%).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso