Diário da Região

30/09/2017 - 13h00min

LÍNGUA DE SINAIS

Casamento com direito a tradução em Libras

Cerimônia, que terá 15 convidados surdos, vai contar com um intérprete de Libras

Mara Sousa 28/9/2017 Marcos Roberto de Souza e a intérprete de Libras Simone da Cruz Nascimento, que se casam hoje à noite
Marcos Roberto de Souza e a intérprete de Libras Simone da Cruz Nascimento, que se casam hoje à noite

A Língua Brasileira de Sinais está presente na vida da intérprete de Libras Simone da Cruz Nascimento, 35 anos, desde 1998. E, ao longo desses 19 anos, muitos deficientes auditivos também passaram a fazer parte do seu cotidiano e tornaram-se seus amigos. Prestes a viver um dos maiores momentos de sua vida – o casamento –, ela decidiu que precisa compartilhar o evento com eles. Para isso, a cerimônia, que terá 15 convidados surdos, vai contar com um intérprete de Libras.

“Na verdade, eu acho que deveria existir acessibilidade em todos os lugares, mas principalmente neste dia, já que sem eles não seria a profissional que sou”, contou a intérprete, que se casa na noite deste sábado, dia 30, com o diretor de imagens Marcos Roberto de Souza, 36 anos.

Simone trabalha com a língua de sinais há 11 anos. Atualmente, é funcionária da Câmara Municipal. “Quando trabalhava na Saúde, fazia em média 300 atendimentos por mês. Além disso, desenvolvo trabalho voluntário na Igreja e já fui coordenadora estadual dos intérpretes da Igreja Católica e mantinha contato com muitos surdos de outras cidades”, explicou.

Para traduzir as palavras de Dom Tomé, bispo responsável por conduzir a cerimônia na paróquia Menino Jesus de Praga na noite deste sábado, 30, Simone convidou o fisioterapeuta com especialização em Libras Maurício Gut, 44 anos, que é intérprete da TV Câmara de Campinas.

“Ele é um grande amigo. Compartilhamos muitas coisas juntos, trocamos dúvidas sobre sinais e estamos prontos para nos ajudar. Ele é um dos melhores profissionais na área de tradução”, disse Simone, que classifica a sensação de ter o casamento traduzido para os surdos como inexplicável.

“Quando você vir alguém interpretando para um surdo, você pode ter certeza de que esta pessoa está dando seu melhor”, expressou a noiva, que no ano passado foi intérprete em um casamento onde o casal era surdo e precisou conter a emoção.

Gratificante

Maurício já fez interpretação em diversos casamentos católicos, evangélicos e espíritas. Para o profissional, é gratificante e emocionante participar de um momento tão especial.

O intérprete conta que algumas pessoas nunca viram um casamento interpretado em língua de sinais e quando se deparam com sua presença, na maioria das vezes, se emocionam. “É impossível acreditar que um surdo que participa de uma celebração sem intérprete compreenda. É como se estivesse assistindo a um casamento em grego ou alemão”, explicou o profissional.

(Colaborou Arthur Avila)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso