SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 07 DE JULHO DE 2022
Rio Preto em Foco

Álbum "Casa de Cultura"-1947

Obra organizada pela Casa de Cultura, sob a coordenação do seu então diretor Basileu Toledo França, traz fatos históricos importantes de Rio Preto desde a fundação do município e seu desenvolvimento

Cesar Belisario
Publicado em 15/12/2019 às 00:30Atualizado em 08/06/2021 às 01:33
Casa de Saúde Santa Helena, em foto produzida especialmente para o Álbum 'Casa de Cultura' - 1947 (Arquivo)

Casa de Saúde Santa Helena, em foto produzida especialmente para o Álbum 'Casa de Cultura' - 1947 (Arquivo)

Nossa cidade acaba de ganhar mais uma reedição de um dos maiores documentos de nossa história: o álbum "El' Italiani dell' Araraquarense - Rio Preto, Catanduva, Santa Adélia, Taquaritinga e Matão", desenvolvido em 1925 pelo italiano Corinaldesi Federico. A reedição da obra, de 250 páginas, teve a coordenação do professor e historiador Agostinho Brandi e foi lançado recentemente na cidade. Dois importantes álbuns já tiveram relançamentos, como o "Rio Preto 1918 e 1919", que foi lançado em conjunto pela Prefeitura e o Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de São José do Rio Preto e o "Album Illustrado da Comarca - 1927 - 1929", que teve sua reedição no início da década de 1970, pela empresa Comércio e Indústria Gráfica Francal, de Rio Preto.

Temos ainda alguns que estão em falta, como o "Álbum Casa de Cultura", organizado pela Casa de Cultura, em 1947, sob a coordenação do seu diretor Basileu Toledo França. O prefácio foi escrito pelo presidente da Casa de Cultura, Olímpio Rodrigues. No início, o álbum faz um pequeno roteiro escrito da nossa história municipal, até 1912, denominado "Rio Preto de ontem", contando a fundação da cidade, seus doadores, a escolha do nome, a primeira casa e uma pequena genealogia da família dos Seixas.

Na sequência, o álbum mostra o desenvolvimento administrativo, iniciando pelo Distrito de Paz, o Município e a criação da Comarca. Em seguida o desenvolvimento material, com destaque para as primeiras décadas, a planta da cidade, correio, cemitério, matriz, matadouro, cadeia pública, telefone, luz, higiene e limpeza, o trem, ruas, praças e jardins.

Também temos uma retrospectiva da vida econômica, através das riquezas naturais, da pecuária, da agricultura, do comércio, da indústria e as vias de comunicação; a vida cultural, mostrando as primeiras escolas, a imprensa, a música, touradas e circos, teatro, cinema, fotografia e esporte. Por fim, o elemento humano, descrevendo os habitantes, os imigrantes portugueses, sírios e italianos.

Trinta e oito fotos foram especialmente produzidas pelos fotógrafos Joaquim Portela Santos (Quin-Quim) e Lauro Pietsch, entre elas a do Colégio Santo André, Casa de Saúde Santa Helena, Palácio Episcopal, Correio e Telégrafos, Cadeia e Fórum Municipal, o Cine Rio Preto, o Cine São Paulo, a Casa Bueno, a Associação Comercial, Industrial e Agrícola, o Asilo São Vicente de Paulo, o Abrigo de Menores, o Hotel Camarero, o Colégio Cardeal Leme, residências e aspectos parciais da cidade, entre outras.

As artes gráficas e a encadernação foram efetuadas pelos Irmãos Giovinazzo, na Tipografia Artística Ltda. Os clichês são da empresa Funtymod, de São Paulo, e os desenhos e ilustrações pelo artista plástico Antônio Portela. O álbum teve uma tiragem de 500 exemplares e teve sua edição final realizada em 30 de novembro de 1947.

Tradicional ponto comercial da época, Casa Bueno é uma das edificações que constam no álbum da Casa de Cultura

Antigo Colégio Cardeal Leme, que ficava na praça do atual Fórum, no Centro, registrado para o álbumr (Fotos: Arquivo)

Histórico Hotel Camarero, um dos 38 lugares retratados rno álbum

Indústria Medlu, outro lugar especialmente registrado para o Álbum 'Casa de Cultura'

Santa Casa (à esquerda) e Casa de Saúde São João, também integrantes do álbum de 1947

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por