SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 07 DE JULHO DE 2022
Rio Preto em Foco

A história digitalizada

A digitalização dos jornais é uma conquista gigantesca. Um passo enorme para a nossa eternidade

Cesar Belisario
Publicado em 15/09/2019 às 00:30Atualizado em 09/06/2021 às 00:13
Primeira Redação do Diário da Região (Arquivo Público)

Primeira Redação do Diário da Região (Arquivo Público)

No final da década de 1970, a professora, escritora, jornalista, historiadora e inesquecível Dinorath do Valle teve a feliz ideia de juntar na Casa de Cultura, que leva o seu nome, os acervos dos jornais "A Notícia", que a prefeitura tinha adquirido do último proprietário, Nivaldo Carrazzone e o acervo do jornal "O Município", fundado em 1º de janeiro de 1916, como órgão do Partido Republicano, por João Vargas Bragança.

Ao longo dos anos Dinorath foi aumentando o acervo com doações das famílias de ex-proprietários de jornais e de seu acervo próprio. Entre eles estão desde o "Jornal do Império", do século 19; "O Porvir", primeiro jornal de Rio Preto, fundado pelo Coronel Adolpho Guimarães Corrêa que teve sua primeira edição circulada em 12 de julho de 1903; "O Poder Moderador", dirigido pela firma Brito & Gomes, fundado em 16 de agosto de 1910, para concorrer com O Porvir e que em 1922, com a entrada de José Palma e Jacob Blumer, passou a chamar-se "A Cidade"; "A Notícia", fundado em 30 de novembro de 1924, pelo professor Dario de Jesus e o advogado Nelson da Veiga; "O Jornal", fundado por Benedicto Tavares de Oliveira em 6 de março de 1924, que em 1926 passou a chamar-se "Diário da Tarde"; "Diário da Araraquarense", fundado em 1931 por uma sociedade anônima presidida pelo advogado Luiz Américo de Freitas; "Correio dos Esportes", fundado em 1946, pelo professor Paulo de Oliveira e Silva e Otavio J.Rocha; "A Tribuna", fundado em 1944 por Marcelino Cavalieri com o nome de Correio da Araraquarense, mas que em 1952 passou a ser dirigido pelo deputado federal Coutinho Cavalcanti; "Diário da Região", fundado em 23 de julho de 1950, pelo engenheiro civil Euplhy Jalles; "Correio da Araraquarense", fundado em 15 de janeiro de 1955, por Antenor Pousa Godinho, "Jornal da Araraquarense", semanário fundado em março de 1961, por Riolando Ribeiro e Geraldo Prado; "Folha de Rio Preto", fundado em 15 de maio de 1966, por José Barbar Cury; "Dia e Noite", fundado em 2 de setembro de 1976, por Luiz Roberto Ramos e Amaury Júnior, entre outros.

Mas somente em 19 de março de 1996, na gestão do prefeito Manoel Antunes, a "Hemeroteca Municipal Prof. Dario de Jesus" foi de fato inaugurada. Em 2009, na gestão do prefeito Valdomiro Lopes, foi transferida para o Arquivo Público Municipal, que tinha sido criado em agosto de 2003, no primeiro governo do prefeito Edinho Araújo.

Foi então iniciada a digitalização dos periódicos. Após um longo período de paralisação, a digitalização voltou com força total em janeiro de 2017. Hoje estamos comemorando a disponibilização de todos jornais na página oficial da Prefeitura. Até o primeiro livro de ocorrências, feito pelo fundador João Bernardino, entre 1867 e 1891, está lá, preservado e digitalizado. Uma conquista gigantesca. Um passo enorme para a nossa eternidade.

Primeira capa do Diário (Reprodução)

Antenor Pousa Godinho, fundador do Correio (Arquivo Público)

Antônio Natalone (Arquivo Público)

Dinorath do Valle é o tema central de 2019 das atividades dos Núcleos Municipais de Arte e Cultura (Arquivo Público)

Correio da Araraquarense (Arquivo Público)

Primeira sede do Diário, na rua Marechal Deodoro (Jaime Colagiovani)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por