SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 07 DE JULHO DE 2022
Rio Preto em Foco

Primórdios da política

Até o final do século XIX, em Rio Preto, não havia prefeito. Quem mandava no município era a Câmara Municipal, que elegia um intendente e um vice; primeiro presidente da Câmara foi Pedro Amaral

Fernando Marques
Publicado em 28/10/2018 às 00:30Atualizado em 07/07/2021 às 23:45
Professor e historiador Agostinho Brandi (Arquivo Público)

Professor e historiador Agostinho Brandi (Arquivo Público)

Rio Preto foi fundada em 19 de março de 1852. Primeiramente, como um arraial urbano, que por si só não garantia o reconhecimento oficial e tampouco a definição de seu status político-jurídico, como escreveu o nosso historiador-mor, professor Agostinho Brandi, no seu imprescindível livro "São José do Rio Preto 1852-1894 - Roteiro Histórico do Distrito". "No início, passadas até décadas, não havia interesse de seus habitantes, e ficando estagnado ou sem um movimento reivindicatório, esse local, vagamente chamado de bairro, poderia assim permanecer", descreve o historiador.

Até ali, João Bernardino de Seixas Ribeiro, o primeiro morador e considerado fundador, era o elemento imprescindível. Foi nomeado Subdelegado de Polícia e Juiz de Paz. As ocorrências do local eram escritas por ele em um livro, que foi doado pela família e até hoje está preservado e digitalizado no Arquivo Público Municipal. Mas o município só foi criado mesmo em 19 de julho de 1894, através da lei nº 294, sancionada pelo presidente do estado de São Paulo, Bernardino de Campos.

Após a promulgação da lei, houve uma transição, até a posse da primeira Câmara eleita. Formou-se então um governo provisório, integrado por Luiz Francisco da Silva, Valêncio José Barbosa e Francisco Antônio Braga. Até o final do século XIX, a figura do prefeito não existia. Quem mandava no município era a Câmara Municipal, que elegia um intendente e um vice. O coronel Pedro do Amaral Campos foi eleito o primeiro presidente da Câmara e Luiz Francisco da Silva, o primeiro intendente do município.

Na sessão de 2 de agosto de 1897, do Congresso Legislativo do Estado, o deputado Adolpho Coelho de Mattos Barretto apresentou o Projeto nº 66, instituindo a comarca rio-pretense. Posteriormente, em 1904, o deputado Antônio Olímpio reapresentou o mesmo projeto e recebeu total apoio, transformado na Lei nº 903, de 9 de junho de 1904. Junto com a comarca, nasce também o primeiro jornal da cidade: O Porvir, fundado pelo coronel Adolpho Guimarães Corrêa. Recentemente, os originais das primeiras edições foram doados ao Arquivo Público Municipal pelo professor Agostinho Brandi, que também recebeu em doação do jornalista Lelé Arantes. Mais um tesouro para a nossa história.

A figura política do prefeito só surgiu em 1908. O coronel Adolpho Guimarães Corrêa, que vinha ocupando o cargo de presidente da Câmara, tornou-se prefeito a partir daquele ano. Os novos rumos chegaram para esquecer a tristeza de duas grandes perdas no ano anterior, em 1907. Num intervalo de apenas 90 dias, morreram dois ilustres políticos rio-pretenses: em 26 de abril, o fundador João Bernardino de Seixas Ribeiro, e em 19 de julho, o ex-presidente da Câmara Coronel Pedro do Amaral Campos. Foram as nossas duas maiores autoridades no século XIX. Imprescindíveis e inesquecíveis.

O Porvir, o primeiro jornal (Arquivo Público)

Rio Preto em 1909, um ano após o município passar a contar com prefeito (Arquivo Público)

Adolpho Guimaraes Correa (Arquivo Público)

Coronel Pedro do Amaral Campos, primeiro presidente da Câmara Municipal, a partir de 1894 (Arquivo Público)

Rio Preto em 1909, visto da Vila Maceno / Bem a esquerda a 2° igreja (ARQUIVO DINORATH)

Luiz Francisco da Silva Ribeiro, intendente (Arquivo Público)

João Bernardino de Seixas Ribeiro (Fotos: Arquivo Público)

Livro de ocorrências, rpor João Bernardino (Arquivo Público)

Lei 294, criação rdo município (Arquivo Público)

Lei 903, criação rda Comarca (Arquivo Público)

Primeiras atas da cidade e da Câmara (Arquivo Público)

Coronel Pedro do Amaral Campos, primeiro presidente da Câmara Municipal a partir de1894 (Arquivo Público)

Luiz Francisco da Silva Rimeiro, Intendente (Arquivo Público)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por