SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 07 DE JULHO DE 2022
Rio Preto em Foco

A HORA DOS RUMINANTES

Cineasta José de Anchieta escolheu a região de Rio Preto como cenário de seu filme, em 1978

Núcleo Digital
Publicado em 25/08/2018 às 22:23Atualizado em 08/07/2021 às 03:06
A estrela da produção era Jofre Soares (Arquivo Público)

A estrela da produção era Jofre Soares (Arquivo Público)

Quem assistiu no canal Curta ao belíssimo documentário de Marina Person sobre o seu pai, o cineasta Luiz Sérgio Person, deve ter ficado impressionado com a fúria com que ele viveu seus 39 anos. Um camaleão, um turbilhão de ideais e sonhos. Mas, justamente seu maior sonho ele não conseguiu realizar. Ele fala diversas vezes no documentário sobre filmar o roteiro que sempre sonhou: A Hora dos Ruminantes, do romance de José J. Veiga.

Em 1978, o cineasta José de Anchieta, pernambucano de Caruaru, resolveu filmar o roteiro e escolheu a região de Rio Preto como cenário. O filme foi rodado em uma fazenda em Onda Verde, às margens do rio Turvo, de propriedade de Cid Pinto César. Ali, bem próximo à Ponde dos Ingleses, foi construído um perfeito vilarejo de interior, de arquitetura fiel às características da década de 1930.

A história de "A Hora dos Ruminantes" baseia-se em duas pragas que caíram sobre a cidade de Manarairema, ou seja, uma invasão por cães e outra por bois. No elenco, as presenças dos atores Jofre Soares, Flávio Macedo, Oslei Delamo e Henrique Lisboa. Rio-pretenses, como o jornalista Jary Mércio, entre outros, também fizeram parte do elenco, escolhidos após o curso dado pelo diretor na Casa de Cultura de Rio Preto.

A música estava sendo composta pelo jovem maestro Murilo Alvarenga. Os atores começaram a chegar e ficaram hospedados no Hotel Rio Preto, de frente para a Catedral. Mas o ator principal, Jofre Soares, não deu as caras. Todo mundo ficou maluco à sua procura. Ligaram para sua casa e lá informaram que ele tinha viajado no dia anterior. O que teria acontecido? Será que errou de cidade? Aí alguém teve uma brilhante ideia: procurá-lo na Zona do Meretrício da cidade. E não é que Jofre estava lá? E há dois dias!

A Perua Kombi da produção foi buscá-lo. Mas infelizmente uma tragédia aconteceu durante as filmagens. Duas sequências do roteiro mostrariam uma invasão de cães, primeiramente, e depois a invasão de bois e vacas. A Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo mandou 500 cães, que chegaram num caminhão, e mais 300 foram capturados pelas ruas da cidade. Eles ficaram guardados num canil, montado especialmente para a cena. Uma empresa de Rio Preto cedeu gentilmente telas de arame para o cercado.

Mas uma chuva terrível caiu na região e inundou a cidade construída para as filmagens. Segundo a reportagem do jornal Dia e Noite, de 02/01/1979, a água subiu mais de dois metros de altura dentro do pequeno vilarejo. Muitos dos materiais usados para a cenografia rodaram rio abaixo. E o pior: os cães foram arrastados correnteza abaixo pelo rio Turvo. Dos 800, poucos se salvaram. Uma tragédia.

Segundo Jary Mércio, o filme foi rodado com todas as cenas, mas não foi montado. Uma pena. Mas e as latas? Será que ainda existem?

José de Anchieta - Curso na Casa de Cultura (Arquivo Público)

Filme foi rodado em Onda Verde, onde foi construído um vilarejo (Fotos: Arquivo Público)

Atores que vieram para rodar o filme ficaram no Hotel Rio Preto (Arquivo Público)

O rio-pretense Jary Mércio fez parte do elenco do filme (Arquivo Público)

José de Anchieta - Curso na Casa de Cultura (Arquivo Público)

A Hora dos Ruminantes-Cidade Cenográfica-Onda Verde-04- 01-1979 (Arquivo Público)

A Hora dos Ruminantes-Cidade Cenográfica-Onda Verde-04- 01-1979 (Arquivo Público)

A Hora dos Ruminantes-Cidade Cenográfica-Onda Verde-04- 01-1979 (Arquivo Público)

Hotel Rio Preto-1984-Rua Bernardino (Arquivo Público)

A Hora dos Ruminantes - Jornal Dia e Noite - 02-1-1979 (Arquivo Público)

A Hora dos Ruminantes-Cidade Cenográfica-Onda Verde-04- 01-1979 (Arquivo Público)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por