SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
Rio Preto em Foco

Doutor Lotf, o homem que verticalizou a cidade

Ex-prefeito de Rio Preto construiu dezenas de edifícios que se destacavam pelo uso de pastilhas

Fernando Marques
Publicado em 16/12/2017 às 18:47Atualizado em 17/01/2022 às 00:53
Na foto maior, a construção do Fórum; em seguida, o edifício Ione e depois, na Bernardino de Campos, a galeria João Bassitt (Arquivo)

Na foto maior, a construção do Fórum; em seguida, o edifício Ione e depois, na Bernardino de Campos, a galeria João Bassitt (Arquivo)

Depois da chegada do trem, em 1912, Rio Preto começa a sua grande transformação com a derrubada das velhas construções do século 19. A partir daí, houve uma grande mudança arquitetônica da cidade. Primeiro com a construção de casarões e sobrados, a partir do final da década de 1920. Depois com o surgimento dos primeiros edifícios e grandes prédios comerciais, a partir do final da década de 1930.

Grandes construtores, como Jesus Villanova, que construiu entre outros os prédios do Ginásio Monsenhor Gonçalves, da Basílica, do Lar de Fátima e da Associação Comercial, e Luiz Gazzi, autor de grandes projetos como o do prédio da antiga Cadeia e Fórum Municipal, mais conhecido como "Castelinho", na rua Delegado Pinto de Toledo com a rua General Glicério e dos prédios residenciais da esquina da Rua Delegado Pinto de Toledo com a Rua Voluntários de São Paulo e a da esquina com a Rua Voluntários de São Paulo com a Rubião Júnior, onde hoje é a Pizzaria Luna de Nápoli.

Mas um dos maiores de todos os tempos foi o ex-prefeito municipal, Lotf João Bassitt, eleito para os anos de 1964 a 1968, sucedendo Philadelpho Gouveia Neto. Ele foi um dos maiores responsáveis pela verticalização da cidade. Em sua gestão, Lotf construiu o Paço Municipal, na Avenida Andaló, o prédio da Câmara Municipal, na Rua Silva Jardim, a Casa de Cultura, o viaduto Governador Abreu Sodré (Avenida Andaló) e o Pronto Socorro da Vila Ercília, entre outros.

Médico de formação, como empresário na área da construção civil construiu em Rio Preto dezenas de edifícios, que se destacavam pelo uso de pastilhas em vez de reboco em seu revestimento.

Entre elas os edifícios João Bassitt, mais conhecido como "Galeria Bassitt", o edifício Ione, o edifício Bady Bassitt, Edifício Leonor, Edifício Bechara Hage (em parceria com o filho Jorge Bassitt), o Fórum e o loteamento do Jardim Soraya. Soraya é o nome de uma de suas netas e as ruas do loteamento levam nomes de seus parentes.

Mas o fotógrafo Toninho Cury lembra bem da tamanha injustiça que fizeram ao Dr. Lotf: "Ele fez o Jardim Soraya e aí disseram que ele 'roubou'. Foi processado e absolvido. Todas as casas ficaram em poder da Caixa Federal, que posteriormente financiou. Ele morreu pobre e adoeceu após atropelar e matar um ciclista em frente ao Hospital Austa. Como era espírita, entrou em depressão no dia seguinte e morreu meses depois. Mas foi um dos homens mais sérios que conheci". Em 23 de fevereiro de 1968, o Diário estampou na capa a matéria "Prefeito está sendo julgado". A matéria aponta vários processos de difamação e injúria, entre eles contra o vereador Antônio Lopes dos Santos. O Dr. Loft não era de levar desaforo pra casa. Mas foi um dos maiores rio-pretenses de toda a história. Dá nome ao Paço Municipal.

O BAR CHAVES

Bernardino x Marechal - Atual Galeria Bassitt Atual

Bernardino x Marechal

Este belíssimo prédio foi construído no início da década de 1920, na confluência das ruas Bernardino de Campos e Marechal Deodoro, no centro de Rio Preto.

Ali funcionava o Bar Chaves e outros pequenos comércios. Na década de 1950, ele foi derrubado para a construção do Edifício João Bassitt, mais conhecido como a Galeria Bassitt. Reparem a rua toda de paralelepípedo

Rio Preto em Foco (Arquivo)

Rio Preto em Foco (Arquivo)

Rua Bernardino de Campos - Galeria João Bassitt (Arquivo)

Edifício Ione-Rua Bernardino de Campos x Delegado P.Toledo (Arquivo)

Galeria Bassitt com visão da Praça Rio Branco-Anos 50 (Arquivo)

Rio Preto em Foco (Arquivo)

Vista Aérea do Jardim Soraya e Igreja São Judas - Anos 70 (Arquivo)

Galeria Bassitt - Construção NO SUB-SOLO DO EDIFICIO JOAO BASSITT FUNCIONOU O BAILE PANELA DE PRESSAO (Arquivo)

Lotf Processado - Diário da Região (Arquivo)

Dr.Lotf João Bassitt (Arquivo)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por