Política

  • Sábado, 25 de Março
  • A raiz de todos os males é o egoísmo!
Política

Matéria

Quarta-feira, 11.01.17 às 00:00 / Atualizado em 11.01.17 às 01:15

Uniforme escolar vai atrasar de novo

Vinícius Marques
Guilherme Baffi Aluno sem uniforme - 11012017
Aluno, sem uniforme, chega a escola municipal de Rio Preto em maio do ano passado: gestão anterior atrasou entrega nos 8 anos de governo

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Guilherme Baffi Aluno sem uniforme - 11012017
Aluno, sem uniforme, chega a escola municipal de Rio Preto em maio do ano passado: gestão anterior atrasou entrega nos 8 anos de governo

Entra ano sai ano, troca prefeito ou não, uma coisa é certa na Prefeitura de Rio Preto: a entrega de uniformes escolares para os alunos da rede municipal de ensino atrasa. As aulas começam em 6 de fevereiro, mas, na previsão mais otimista, os 36 mil alunos só devem receber os uniformes em março ou abril. E apenas duas camisetas por aluno. O restante do kit, que é formado por 11 peças, ficará para depois, sem prazo definido.

Com o atraso, o prefeito Edinho Araújo (PMDB) começa o mandato deixando pelo caminho uma de suas principais promessas da campanha eleitoral do ano passado, a de que o material seria entregue antes das aulas. O assunto provocou até a criação de um “gabinete de crise” na segunda-feira, 9, entre Edinho a secretária de Educação, Elisabeth Somera, e o núcleo duro do governo, formado por Zeca Moreira (Gabinete), Israel Cestari (Planejamento), Mário Soler (Comunicação) e Jair Moretti (Governo). 

A atual gestão transfere a culpa para o governo do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), que atrasou a entrega de uniformes desde que tomou posse, em 2009. O kit, criado na gestão de Valdomiro, é formado por (duas camisetas, uma regata, um short, uma camisa manga longa, uma calça, uma jaqueta, um tênis e três pares de meias). A decisão tomada por Edinho de garantir pelo menos as camisetas, que ainda serão confeccionadas em novo modelo - apenas com o brasão do município - quer evitar uma situação ainda pior. Serão cerca de 80 mil camisetas. 

A secretária de Educação afirmou ao Diário que “não há dinheiro” para bancar o kit completo. A Prefeitura fez licitação para o fornecimento de todo o kit no final do ano passado. Elisabeth confirmou que haverá atraso. Segundo ela, a prioridade neste momento será investir em merenda. “Não existe dinheiro. Na minha concepção, a alimentação de qualidade passa na frente do uniforme. Porém, o prefeito pediu para fazer o possível. Um esforço extraordinário para, se não der para entregar o kit completo, o que é inviável, são valores muito altos, pelo menos as duas camisetas.

 

Arte - Atraso de uniforme - 11012017 Clique na imagem para ampliar

Mesmo assim, com essa ‘herança’ que a gente está recebendo, a camiseta vai demorar mais de três meses para ser entregue”, afirmou Elisabeth. A secretária classificou como uma “desagradável surpresa” a situação da concorrência. Ela não soube informar o valor da licitação e qual empresa deve fornecer os uniformes. Entre 2015 e 2016, na gestão Valdomiro, a Prefeitura gastou R$ 2,6 milhões com o kit dos uniformes escolares, de acordo com dado no Portal da Transparência. “Eu tenho uma visão de gestão em que a gente trabalha com previsibilidade.

Se as aulas começarão num determinado mês, um mês antes tem de estar tudo aqui. E tem de ser previsto todas as fases do processo. Isso tem de ser antecipado. A gente teve a informação de que todos os anos, entrega-se o uniforme para a criança quase no segundo semestre. Não entendo esta forma de gestão”, afirmou a secretária de Educação nesta terça, 10. De acordo com a secretaria, a intenção do novo governo é regularizar a entrega a partir do ano que vem. 

O Diário tentou falar com o prefeito sobre o caso, mas a assessoria dele informou que apenas a secretária de Educação comentaria o assunto. O ex-prefeito Valdomiro Lopes também foi por procurado, por telefone, em sua casa e no celular, para falar sobre o suposto atraso da licitação, mas o ex-prefeito não atendeu às ligações. De acordo com aliados, Valdomiro estaria viajando. 

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.