Política

  • Sábado, 19 de Agosto
  • Se não existe esforço, não tem progresso!
Política

Matéria

Sábado, 12.08.17 às 00:00

Trem Caipira fica pronto para testes

Vinícius Marques
Rodrigo Lima 27/12/2016 Trem Caipira
Trem Caipira encostado; cena mais comum em nove anos

Quase nove anos depois de entrar nos trilhos para viagem inaugural no final do segundo mandato de Edinho Araújo (PMDB) - que voltou a governo neste ano - , o Trem Caipira de Rio Preto agora esta pronto para entrar em fase de testes.

O chamado veículo motriz, principal, que conduz um vagão do trem, passou por manutenção avaliada em R$ 10 mil. “A despesa foi mínima e fizemos os ajustes nos freios, no que foi preciso para deixar seguro. Agora podemos tirar ele da garagem, levar para pátio da Rumo, e fazer testes”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Lizst Abdala.

O vagão do trem já está no pátio da Rumo, ex-ALL. No início do ano, o trem foi levado para a garagem, ao custo de R$ 8 mil. Agora, o município irá gastar mais R$ 7,1 mil na contratação de serviço para transportar o trem da garagem municipal de volta para o pátio. O trem pesa 11 toneladas. Será utilizado guindaste de grande porte para transportar o veículo.

Cauteloso sobre prazos, o secretário afirma que pretende até o final do ano fazer uma “viagem” com trajeto até o distrito de Engenheiro Shcmitt para “convidados”. Seria a terceira inauguração do trem. Além da viagem no fim do mandato anterior de Edinho, o Trem Caipira, entrou nos trilhos uma vez na gestão de Valdomiro Lopes (PSB). Para percorrer o trajeto é preciso aval da ANTT (agência do governo federal que regula concessões terrestres).

De acordo como secretário, atualmente o órgão permite uma viagem por mês, mas há tratativas para que sejam quatro viagens. “Vamos colocar o trem em operação e isso irá dar retorno para o município, que poderá receber recursos por ter atração turística”, disse.

Outra questão em análise é mudança no visual do trem, e até contratar empresa que poderá ficar responsável por administrar o o serviço. Enquanto ficou parado, a Prefeitura gastou neste ano R$ 71 mil em contrato com maquinista, que só ligava o veículo, parado. Segundo Liszt, quando for entram na linha, uma maquinista da Rumo, que receberá por horas trabalhadas será responsável pelo serviço.

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.