Política

  • Quarta-feira, 24 de Maio
  • A tarefa de viver é dura, mas fascinante
Política

Matéria

Sexta-feira, 19.05.17 às 14:14

Marqueteiro de Temer, de Rio Preto, teria recebido propina

Vinícius Marques e Rodrigo Lima
Elsinho Mouco - 21092016

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Elsinho Mouco - 21092016

Atualizado às 17h39

Delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, aponta pagamento de suposta propina ao marqueteiro de  Michel  Temer (PMDB), Elsinho Mouco. A delação foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal. 

Um repasse foi entregue em mãos a Elsinho, que é de Rio Preto, no valor de R$ 300 mil.  De acordo com a delação, ao qual o Diário teve acesso, o acerto teria sido pedido por Temer durante o processo de impeachment de Dilma. 

"Pouco antes de assumir a Presidência da República, no curso do processo de impeachment de Dilma [Rousseff], Temer procurou JB [Joesley Batista], convidando-o para uma reunião no escritório jurídico de Temer na região dos Jardisn em São Paulo, e pediu a JB propina no valor de R$ 300.000,00 para pagar despesas de marketing político pela internet, pois o mesmo estava sendo duramente atacado no ambiente virtual. JB prometeu pagar a propina e Temer orientou JB fazê-lo a “Elcinho” marqueteiro de sua confiança. JB chamou então “Elcinho” em sua casa e lhe entregou os 300 mil em espécie.”, afirma trecho da delação. 

O anexo da delação  também menciona pagamentos na campanha de Gabriel Chalita, de R$ 3 milhões, candidato a prefieto de São Paulo na época pelo PMDB. O pagamento seria por meio de caixa 2, mas não é informado quem recebeu o dinheiro. A delação cita ainda pagamento de "mensalinho" a  Temer, no valor de R$ 100 mil para defender interesses da JBS. O termo utilizado na delação é "mensalinho". 

Em nota, Elsinho negou o recebimento de propina pela JBS. "Com relação ao trabalho de comunicação digital mencionado pelo delator, em meados de 2016 recebi um convite de Joesley para ir à sua casa. Chegando lá, me reuni com ele, com seu pai José Batista e seu irmão Wesley. Discutimos o momento político do país e as possibilidades de Júnior Batista se candidatar. Depois desta introdução, comentei que vinha auxiliando o então vice-presidente Michel Temer com um trabalho de defesa digital. Joesley mostrou-se interessado em ajudar, bem como contratar o mesmo serviço para o seu Grupo. Isto pode ser confirmado pela troca de mensagens que mantivemos posteriormente", consta em trecho da nota. 

Veja a íntegra da nota divulgada por Elsinho 

1- Eu possuo relação com o grupo JBS desde 2010, quando fui procurado para desenvolver trabalho de marketing político para a pre-candidatura ao governo de Goiás de um de seus sócios, Júnior Batista. que vem a ser irmão de Joesley. Em 2014, fui novamente contratado com o mesmo objetivo, mas, pela segunda vez, Júnior desistiu da candidatura. Em ambas as ocasiões as notas fiscais foram emitidas normalmente. 

2- Em 2012, ao contrário do que foi mencionado, não fui o responsável pelo marketing político da campanha de Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo. Não tive contrato nem contato algum com a família Batista, da JBS.

3- Com relação ao trabalho de comunicação digital mencionado pelo delator, em meados de 2016 recebi um convite de Joesley para ir à sua casa. Chegando lá, me reuni com ele, com seu pai José Batista e seu irmão Wesley. Discutimos o momento político do país e as possibilidades de Júnior Batista se candidatar. Depois desta introdução, comentei que vinha auxiliando o então vice-presidente Michel Temer com um trabalho de defesa digital. Joesley mostrou-se interessado em ajudar, bem como contratar o mesmo serviço para o seu Grupo. Isto pode ser confirmado pela troca de mensagens que mantivemos posteriormente.

4- Recentemente, no auge da crise provocada pela operação Carne Fraca, recebi uma mensagem de Joesley Batista me consultando quanto à minha disponibilidade de fazer novamente a  defesa digital da JBS. Foi o último contato que tivemos.

 

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.