Política

  • Segunda-feira, 26 de Junho
  • A vida bem preenchida torna-se longa!
Política

Matéria

Sábado, 17.06.17 às 00:00 / Atualizado em 16.06.17 às 22:41

Com dois anos de atraso, sai verba para ampliar ETE

Rodrigo Lima e Vinícius Marques
Fabricio Spatti/Arquivo Estação de Tratamento de Esgoto - 17062017
Vista aérea da Estação de Tratamento de Esgoto, que já está próxima de seu limite; verba prometida pelo Ministério das Cidades é de R$ 41,5 milhões

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Fabricio Spatti/Arquivo Estação de Tratamento de Esgoto - 17062017
Vista aérea da Estação de Tratamento de Esgoto, que já está próxima de seu limite; verba prometida pelo Ministério das Cidades é de R$ 41,5 milhões

Com quase dois anos de atraso, a Prefeitura de Rio Preto promete tirar do papel a obra de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). A promessa é de que serão investidos até R$ 27 milhões só numa primeira etapa, que deve ser iniciada em 60 dias, segundo previsão feita pelo superintendente do Semae, Nicanor Batista Júnior. Para tanto, o governo tira da gaveta uma licitação concluída em setembro de 2015, ainda durante a gestão do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB). O valor total liberado para obras chega a R$ 41,5 milhões.

A concorrência foi vencida pela empresa Centroprojekt. Segundo a equipe do prefeito Edinho Araújo (PMDB), o governo federal, que vai bancar o investimento, estava sem recursos para liberar a obra antes. A assinatura do convênio entre o município e a União para fazer a ampliação é de outubro de 2013. Diante da demora para o início da obra, o contrato com a Centroprojekt já recebeu dois ativos para repor a inflação de setembro de 2015 para cá.

Edinho anunciou o início da empreitada nesta sexta-feira, 16, com base em comunicado do Ministério das Cidades. O secretário nacional de Saneamento Ambiental, Olavo de Andrade Lima Neto, encaminhou ao município a “autorização de início de objeto (AIO)” - termo técnico que dá sinal verde para o início da obra.

De acordo com Nicanor Batista, os recursos só foram liberados agora pela “influência política” de Edinho em Brasília. O prefeito foi ministro de Portos durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) por indicação do presidente Michel Temer, seu colega de partido. “Não é fácil de retirar verba lá do Ministério das Cidades em Brasília”, afirmou o superintendente do Semae. Para Edinho, a obra é “vital” para Rio Preto. 

“É um grande passo para a concretização desse projeto de infraestrutura vital para proteger o meio ambiente e garantir o desenvolvimento da cidade e a qualidade de vida dos rio-pretenses”, disse o prefeito, em nota. De acordo com ele, será construído o quarto módulo da ETE, que vai ampliar a capacidade de tratamento de esgoto do município para uma população de 600 mil habitantes. “Um aumento de 25%”, afirmou Edinho ao comentar o assunto anteriormente.

Atualmente, a estação atende a 450 mil pessoas e já está no seu limite de tratamento, de acordo com o Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto (Semae). “Não há mais possibilidade de recebimento de um volume maior de esgoto para tratamento se não houver a ampliação”, afirmou Nicanor. Outros R$ 14,7 milhões, conforme já anunciado por Edinho anteriormente, serão destinados para a construção de interceptores e da estação elevatória no distrito de Talhado. As obras irão atender o distrito e os loteamentos adjacentes ao local.

Com ajuda do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, que é de Rio Preto, Edinho também conseguiu mais R$ 80 milhões para obras de saneamento e abastecimento de água liberados pelo Ministério das Cidades. Parte desse recurso inclui o projeto para captação de água no rio Grande, outro projeto iniciado no governo de Valdomiro.

ETA

No pacote de obras do Semae estão incluídos ainda recursos que serão liberados pelo governo federal para a reforma e ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA), já em andamento.

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.