Política

  • Terça-feira, 25 de Abril
  • A gratidão é a assinatura de Deus
Política

Matéria

Sexta-feira, 17.02.17 às 00:00 / Atualizado em 16.02.17 às 23:39

Cego processa a Prefeitura ao ser incluído sem saber no auxílio-atleta

Vinícius Marques
Johnny Torres e Guilherme Baffi Júnior Gonçalves dos Santos e Cléa Bernardelli - 17022017
Júnior Gonçalves dos Santos, que é cego, disse que levou susto ao ser chamado para depor; nome dele foi incluído em lista de beneficiários do programa enviada à polícia pela secretária Cléa Bernardelli (no detalhe)

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Johnny Torres e Guilherme Baffi Júnior Gonçalves dos Santos e Cléa Bernardelli - 17022017
Júnior Gonçalves dos Santos, que é cego, disse que levou susto ao ser chamado para depor; nome dele foi incluído em lista de beneficiários do programa enviada à polícia pela secretária Cléa Bernardelli (no detalhe)

Serralheiro aposentado por invalidez depois de ficar totalmente cego em 2008, vítima de diabete, Júnior Gonçalves dos Santos foi incluído pela Prefeitura de Rio Preto em lista de pagamentos do programa auxílio-atleta entre 2011 e 2012. Mas o homem, de 58 anos, jamais recebeu pelo benefício. Pior, documentos da própria Prefeitura atestam que o único pagamento feito em nome de Santos, e que ele diz não ter recebido, refere-se a serviços de serralheria.

O rolo envolvendo seu nome fez Santos ir à Justiça pedir indenização por danos morais. Ele pede R$ 37,8 mil da Prefeitura e da secretaria de Esportes, Cléa Bernardelli. A lista em que aparece o nome dele foi entregue pela Prefeitura à Delegacia Seccional de Polícia, que investiga irregularidades no programa. Santos levou um susto ao ser chamado para depor.

A relação, entregue em 30 de outubro de 2013, foi assinada pela então secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, que voltou ao cargo em janeiro a convite do prefeito Edinho Araújo (PMDB). O pagamento a Santos teria ocorrido em 2011. Ele foi ouvido na polícia em novembro e mostrou sua condição ao delegado Alexandre Del Nero Arid. Além de afirmar que é cego, Santos disse à polícia que passou por um transplante de rim, em 2011, justamente no ano em que teria recebido o auxílio.

 

Arte - carta de Júnior Gonçalves - 17022017 clique na imagem para amplair

Na ação em que ele pede a indenização não consta o valor do suposto pagamento que ele nega ter recebido. “Quase morri. Nunca recebi auxílio e disse isso à polícia”, afirmou Santos ao Diário. De 2011 a março de 2012 o secretário de Esportes era o vereador José Carlos Marinho (PSB). De acordo com delegado, não é o único caso do tipo. 

Em dezembro, o então secretário de Esportes, Fernando Reis, afirmou que a lista encaminhada anteriormente tinha “equívocos”. O delegado vai passar pente-fino sobre os pagamentos que não teriam relação com auxílio-atleta. “O município terá de comprovar agora que esses pagamentos não foram do programa, uma vez que encaminharam lista com todos prestadores de serviço da Prefeitura, não só em Esporte”, afirmou Arid. Entre pagamentos da lista está até aquisição de brinquedos usados em festa junina, de acordo como o delegado. 

O delegado quer saber quem são os responsáveis pela elaboração da lista, que pode resultar até em indiciamento por falsidade ideológica ou crime de falso testemunho. “Tem até padre e churrasqueiro nesta lista”, disse Arid. Advogado de Santos, Thiago Visconi suspeita que a lista foi feita com má fé. “Com o intuito de atrasar as investigações da Polícia Civil, as requeridas (Prefeitura e ex-secretária) ao cometerem o terrível ato”, diz trecho da ação.

Outro lado

Responsável por entregar a lista à polícia, a secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, disse nesta quinta, 16, que desconhece o assunto. “Não sei de nada disso. Mandei a relação de todos para a polícia”, afirmou. Cléa disse não sabe quem elaborou a lista. O ex-secretário de Esportes José Carlos Marinho, disse que está “tranquilo”. Segundo ele, a relação encaminhada por Cléa teria cinco mil nomes. “Ela tem de explicar qual motivo”, afirmou.

 

Arte - Entenda o caso - 17022017 Clique na imagem para amplair

Governo vai reduzir verba do programa 

O programa auxílio-atleta vai ser retomado em março, mas com corte de verba. De acordo com secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, o orçamento deste ano para o programa prevê pagamentos mensais de no máximo cerca de R$ 350 mil. Com isso, o gasto anual atingiria cerca de R$ 4,2 milhões. No ano passado, de acordo com dados do Portal da Transparência, disponível no site da Prefeitura, o valor total com “folha de pagamento do programa auxílio-atleta” chegou a R$ 7,6 milhões.

A média mensal ficou em R$ 640 mil. “A gente está analisando e voltando com auxílio-atleta aos poucos, em algumas modalidades”, disse ela. Segundo a secretária, a prioridade dos pagamentos envolve atletas que precisam treinar para competições, como as jogadoras do futebol feminino. “Mas vamos retomar namaioria das modalidades”, afirmou Cléa. 

Ainda segundo ela, há casos de pagamentos realizados em anos passados que ainda estão em análise, como em programas de “iniciação esportiva” e o voltado à terceira idade. A relação de pagamentos, de acordo com a titular da pasta, será divulgada no site da Prefeitura a partir do mês que vem. Os pagamentos vão variar de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. “Todo mundo que receber vai estar no portal.” 

Na PF

Pagamentos do auxílio-atleta também são alvo de inquérito na Polícia Federal. Neste caso, a polícia apura se o vereador reeleito Francisco Júnior (DEM), que também foi secretário de Esportes, se beneficiou do programa para fins eleitorais. 

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.