Diário da Região

25/05/2017 - 20h12min

Artigo

Qual é sua missão de vida?

Artigo

Johnny Torres Marcelle Vecchi é psicoterapeuta comportamental e master practitioner pela Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística
Marcelle Vecchi é psicoterapeuta comportamental e master practitioner pela Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística

Muitas pessoas passam grande parte de suas vidas trabalhando duramente apenas para garantir a sobrevivência. Envolvidas pelas batalhas do dia a dia, elas vão acumulando tristezas e insatisfações, que se materializam na forma de desequilíbrios emocionais ou doenças físicas.

Na maioria das vezes a raiz de seus problemas está no fato de que essas pessoas estão vivendo em completa desarmonia com sua missão de vida. Muitos talentos e aptidões estão sendo desperdiçados porque elas não dão atenção às ideias e projetos que às vezes surgem intuitivamente em suas mentes, considerando-as bobagens e não acreditando na possibilidade de suas realizações. É como se a nossa essência quisesse nos mostrar o caminho, enviando esses "insights", e nós não a escutássemos, desprezando essa nossa sabedoria interior.

A falta de propósito é o que faz muitas pessoas sentirem-se tão infelizes com suas carreiras e vidas pessoais. Quando buscamos entender o que nos inspira, motiva e nos torna plenos, mais próximos estamos de nós mesmos e de conquistar aquilo que consideramos ser o essencial para a nossa plenitude.

A nossa missão de vida é a razão de nossa existência, é a força interna e a motivação para seguirmos em nossa caminhada pessoal, profissional e espiritual. Pelo que nascemos? Pelo que vivemos? O que nos faz acordar todos os dias? O que nos motiva? Pelo que queremos ser lembrados? O que nos faz perder a noção do tempo e espaço? O que mais amamos fazer na vida? Qual verbo, palavra ou frase que representa quem nós somos?

É importante que saibamos responder estas questões. Muitas vezes traçamos metas e objetivos que não nos farão sentir verdadeiramente realizados. Por esse motivo, vez ou outra, ficamos sabendo do caso de alguém que abandonou um emprego bem remunerado em uma empresa de renome para seguir um estilo de vida completamente diferente do que levava até então. Isso porque teve coragem de criar um novo mapa e traçar uma nova rota para suas vidas.

Quão satisfeitos estamos com a vida que levamos e com o que fazemos?

Sempre é tempo de mudar, mas para que essa mudança ocorra devemos primeiramente conhecer nossa missão de vida. Para isso, conheça alguns itens no caminho desse autodescobrimento.

Conheça a si mesmo

Provavelmente muitos de nós nunca tenhamos parado para pensar: Por que viemos? Para onde devemos ir? Como? Quando nos conhecemos tomamos consciência de nossos talentos, habilidades, pontos de melhoria e desafios a serem superados. Quando temos ciência de quem verdadeiramente somos, nos tornamos capazes de identificar a "ferida" que devemos curar dentro de nós, e então tudo fica mais fácil. O autoconhecimento é o ponto de partida.

Silencie sua voz interior

Quando nosso interior está agitado, ansioso ou nervoso, é difícil encontrarmos respostas. Por esse motivo é importante que sejamos capazes de reservar alguns minutos para nos desvincular de preocupações diárias. Silenciar nossa mente e acalmar nossas emoções nos possibilita ouvir melhor as respostas que precisamos para que façamos as transformações que necessitamos em nossas vidas, ou para buscar em nosso interior as respostas das perguntas citadas acima. É no silêncio mental e na calmaria que as ideias afloram. 

Não crie expectativas

Diz a sabedoria popular que "o único lugar em que sucesso vem antes de trabalho é no dicionário." Temos que concordar. As coisas não acontecem do dia pra noite como num passe de mágica, é um processo, como uma semente que para germinar exige tempo, dedicação, cuidado, esperança e muita paciência.

Pode ser que as coisas demorem a acontecer, mas acontecem! Olhar para trás depois de um tempo e poder dizer "eu consegui!" é uma sensação maravilhosa! Por isso devemos ter cuidado para não cairmos na armadilha das expectativas excessivas que geram ansiedade, porque elas acabarão dificultando as coisas boas que aconteceriam em nossas vidas se tivéssemos um pouco mais de paciência.

Saia do piloto automático

Em nosso dia a dia acabamos nos acomodando em nossas vidas, e em nosso trabalho. Nossa vida passa a ser mecânica e nossas ações sem nenhum significado, nem para os outros, nem para nós mesmos. Passamos a viver todos os dias da mesma maneira, com a mesma cara, a mesma rotina, as mesmas sensações. Sem nenhuma meta, nenhum sonho e nenhum sentido.

Viver essa realidade automatizada do "deixe a vida me levar" acaba nos colocando em uma posição de expectadores de nossas próprias vidas enquanto deveríamos ser os protagonistas!

E para sermos os protagonistas precisamos de metas claras e específicas que tenham um grande significado pessoal, só assim a automotivação se faz presente.

Será que atualmente estamos utilizando todo o nosso potencial ou estamos vivendo no piloto automático? Quando fazemos o nosso melhor, quando deixamos transparecer a nossa melhor parte estamos mais perto de conhecer nossa missão de vida, e assim podemos alcançar conquistas perfeitamente alinhadas à essência de quem verdadeiramente somos, e mesmo quando não estivermos mais aqui fisicamente, nossa missão perpetuará através de nosso legado.

Uma última pergunta para ajudar no descobrimento de sua missão de vida:

- Se você tivesse 50 milhões de reais parados e sem utilização em sua conta corrente, o que, mesmo assim, ainda estaria fazendo?

Convido você a refletir, sentir, visualizar e responder: qual a sua missão de vida?

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso