Diário da Região

23/02/2017 - 00h00min

Frito, refogado, etc

As diversas formas de se aproveitar o quiabo

Frito, refogado, etc

Divulgação Espeto do Imperial Butiquim tem o quiabo como destaque. Fruto (não é legume), popular em várias regiões do Brasil, pode ser explorado de diferentes maneiras
Espeto do Imperial Butiquim tem o quiabo como destaque. Fruto (não é legume), popular em várias regiões do Brasil, pode ser explorado de diferentes maneiras

Quiabo lembra almoço de domingo na casa da avó. Confundido com legume, quiabo é fruto. Um fruto muito comum nas panelas baianas, nas cumbucas mineiras e nos pratos sergipanos. Nos últimos anos, o quiabo também subiu de status e transformou-se num ingrediente, vamos dizer, “cult” nas mãos de chefs badalados, como o superpremiado Alex Atala. Ele criou o prato ‘quiabo quiabo quiabo’, por exemplo, que explora o fruto de diferentes maneiras, salteado até em forma de caviar, a partir das sementes.

O quiabo surpreende, de fato, pelas diferentes formas de preparo. Frito, ele parece explodir na boca. Como acompanhamento de frango caipira, ele se supera pelo sabor característico e pela textura. Refogado ou cozido, em conserva, no preparo de pratos salgados e saladas frias, a lista é grande. E é ainda um alimento barato. Além do verde, existe nas cores roxa e amarela. Sua origem é africana, veio para o Brasil por meio dos escravos.

À moda rio-pretense, a empresária Daniela Polachini, do Imperial Butiquim, lançou o Espeto da Majestade. O prato, que integrou o concurso Comida di Buteco do ano passado, é feito com pedaços de quiabo enrolado no bacon, preparado na churrasqueira e servido no espeto. “Como ele é diferente, o pessoal fica curioso para experimentar, e quem gosta de quiabo acha o espeto uma delícia”, afirma. Para deixar o quiabo sequinho, Daniela tem um segredo: ela compra bacon mais magro. 

Segundo ela, ao ser assado, a fatia do bacon fica mais crocante e o quiabo não fica ‘babento’. O Imperial Butiquim está localizado na rua Coutinho Cavalcanti, 248. No Nino Cozinha Afetiva, o proprietário também tem um segredo para manter a qualidade do prato que é servido em seu restaurante. Ele compra o quiabo fresco direto do produtor. O chef e proprietário Rodrigo Vicentin Hernandes, mais conhecido como Nino, também aposta em servir comida saudável, que remete aos sabores da casa da vovó.

 

Salada de quiabo - 23022017 Salada de quiabo orgânico grelhado com alho poró e tomate cereja, do Nino Cozinha Afetiva

Quem for ao local poderá saborear a salada de quiabo orgânico grelhado com alho poró e tomate cereja. O diferencial do prato, segundo Nino, é deixar o quiabo bem sequinho e com gosto de grelhado. Para prepara, ele usa apenas sal rosa grosso, azeite e grelha o fruto numa chapa de ferro. O Nino está localizado no Nova Redentora.

Em Mirassol, a iguaria pode se consumida no restaurante Rancho do Ipê. O quiabo é acompanhamento em todos os pratos à la carte do estabelecimento. De acordo com Luciana Campos Catelini, uma das proprietárias, o quiabo é pré-refogado. “A gente tira ele da panela antes de ficar murcho e ele fica sequinho. O tempero usado é caseiro, com alho, cebola, pimenta vermelha e pimentão”, explica.

Curiosidade

Na Bahia, o quiabo é muito consumido no dia 27 de setembro, dia de culto a São Cosme e Damião. O caruaru, feito com quiabo, camarão, cebola, amendoim e outros ingredientes, é oferecido aos gêmeos, considerados em todo o mundo como os protetores das crianças. O prato tem de ter bastante baba do quiabo

Água de quiabo

Nas redes sociais, um vídeo garante que o quiabo é milagroso no tratamento da diabetes quando se bebe água com esse alimento, e também pode colaborar com o emagrecimento e o colesterol. Flávia Cesar, coach nutricional e nutricionista ortomolecular, afirma que água de quiabo pode trazer benefícios ao colaborar com o controle da glicemia, colesterol e emagrecimento, desde que somada a cuidados com a saúde. 

“Reforçando que o que realmente promove resultado no controle do diabetes melittus e emagrecimento é uma alimentação balanceada, somada à pratica exercícios físicos.” A baba do quiabo libera um tipo de mucilagem. Essa mucilagem concentra fibras que auxiliam no controle tanto da saciedade como dos níveis de glicose (açúcar) no sangue. O quiabo, além de rico em fibras, também é fonte de vitamina A,  B1,  B2, minerais, proteínas e possui propriedades diuréticas.

Dica

  • Peque 2 quiabos lavados, higienizados e corte suas pontas; depois corte ao meio e coloque em um copo com cerca 200 ml de água
  • Deixe repousar na água do dia para a noite ou deixe descansar por 8 h. No dia seguinte, retire os quiabos e beba a água em jejum 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso