Diário da Região

20/03/2015 - 11h58min

Lausanne, Suíça

Negociações nucleares com Irã são interrompidas; autoridade russa está otimista

Lausanne, Suíça

O Irã e o grupo conhecido como P5+1 (formado por Estados Unidos, China, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) interromperam as negociações nucleares antes do esperado nesta sexta-feira, para permitir que a delegação iraniana participe do funeral da mãe do presidente. Mas o negociador russo Sergey Ryabkov disse que os lados estavam perto de um acordo. Ryabkov disse à Associated Press que, embora algumas divergências permaneçam, os negociadores esperam "concluir os trabalhos principais" durante a atual rodada e até mesmo antes da retomada das conversações, na semana que vem. As negociações seriam estendidas até sábado, mas a delegação iraniana decidiu partir nesta sexta-feira para permitir que os negociadores, dentre eles o ministro de Relações Exteriores Javad Zarif e Hossein Fereydoon, irmão do presidente Hassan Rouhani, participassem do funeral da mãe do presidente. As declarações de Ryabkov ecoam a de outras autoridades ouvidas pela Associated Press no início da semana, segundo as quais Estados Unidos e Irã preparam elementos para um acordo que leve Teerã a cortar 40% do número de centrífugas para o enriquecimento de urânio, material que pode ser usado na fabricação de uma bomba atômica. Em troca, os iranianos teriam um rápido alívio em algumas das pesadas sanções econômicas impostas ao país e um levantamento parcial do embargo da Organização das Nações Unidas (ONU) a armas convencionais. O acordo sobre os detalhes do programa de enriquecimento de urânio do Irã pode sinalizar um avanço para um acordo maior, com o objetivo de conter as atividades nucleares da República Islâmica. Os lados querem chegar a um pacto amplo até o final de junho. Em Bruxelas, o presidente francês François Hollande, o primeiro-ministro britânico David Cameron e a chanceler alemã Angela Merkel discutiram o estado das negociações nesta sexta-feira com a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini. Anteriormente, Ryabkov dissera que os ministros de Relações Exteriores desses três países estudavam a possibilidade de se unirem às negociações em Lausanne, mas a decisão dos iranianos de partir alterou os planos. Em vez disso, as discussões ocidentais se transferirão para outro lugar. A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Marie Harf, disse que o secretário de Estado John Kerry - responsável pela maior parte das negociações diretas com Zarif - se reunirá com os ministros de Relações Exteriores da França, Reino Unido e Alemanha em algum lugar da Europa no sábado, antes da rodada da semana que vem. A agência de notícias iraniana Isna informou que as conversações serão retomadas na quarta-feira. Diplomatas disseram que o local das negociações deve ser a Suíça. Fonte: Associated Press.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso