Diário da Região

25/05/2017 - 08h26min

São Paulo

Mais massa óssea, menos gordura

São Paulo

Utilizando um modelo de camundongos desenvolvido para estudar efeitos da menopausa, um grupo internacional de cientistas conseguiu selecionar um anticorpo que aumenta a massa óssea e reduz a gordura corporal dos animais. De acordo com os cientistas, ainda será preciso fazer mais estudos para saber se é possível produzir um anticorpo análogo em humanos. Mas, em tese, o estudo abre caminho para desenvolver uma droga para prevenir a osteoporose e o ganho de peso pós-menopausa - e também para tratar a obesidade em geral. A pesquisa foi realizada por um grupo de cientistas de Estados Unidos, Holanda, China e Reino Unido. Os resultados foram publicados na revista Nature. Segundo o estudo, uma terapia com esse tipo de anticorpo, também teria potencial para reduzir os efeitos da síndrome metabólica - que inclui pressão alta e colesterol -, de diabete e doenças cardiovasculares, além de deter a síndrome do ovário policístico. De acordo com o líder do estudo, Mone Zaidi, o anticorpo age contra o hormônio folículo-estimulante (FSH, na sigla em inglês), que, durante a menopausa, é produzido em altas taxas pela glândula pituitária. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso