Diário da Região

06/03/2017 - 14h48min

Washington

Justiça pede que juiz reconsidere sentença sobre transgêneros nos EUA

Washington

A Suprema Corte dos Estados Unidos cancelou nesta segunda-feira as audiências sobre o caso de um estudante transgênero que pedia acesso ao banheiro de sua preferência, afirmando que a diretriz do governo federal mudou após a chegada do presidente Donald Trump. A decisão pede que a Corte de apelações do quarto circuito reconsidere sua decisão que permitiu ao estudante transgênero Gavin Grimm utilizar o banheiro masculino. A decisão, tomada no ano passado, havia sido baseada em uma diretriz do Departamento de Educação que foi criada durante o governo de Barack Obama, mas que foi retirada por Trump no mês passado. A corte pediu que a escola do condado de Gloucester e a União Americana de Liberdades Civis que revissem a decisão. "Nada sobre a decisão de hoje significa uma mudança da Lei. A diretriz e a Constituição protegem Gavin e outros estudantes Transgêneros da discriminação", afirmou Joshua Block, advogado que representa o garoto.Fonte: Associated Press.
Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.