Diário da Região

As conversas entre o governo e os grupos rebeldes da Síria começaram nesta segunda-feira na capital do Cazaquistão, em um esforço mediado por Rússia, Turquia e Irã para encerrar o conflito de seis anos. A reunião, cujo foco central é fortalecer o cessar fogo no país, é acompanhada pelo enviado das Nações Unidas à Síria, Staffan de Mistura, que pretende criar um entendimento para conversas de cunho mais político em janeiro, em Genebra. Por outro lado, os Estados Unidos decidiram não enviar uma delegação ao encontro, citando "necessidades imediatas da transição" de governo em Washington. O país é representado pelo embaixador no Cazaquistão, George Krol. Osama Abo Zayd, um representante dos rebeldes junto à mídia, afirmou à Associated Press antes do encontro em Astana que o escopo das negociações é limitado ao fortalecimento do cessar fogo. "Não existe significado em uma negociação quando aqueles que nós defendemos estão sendo mortos", afirmou, acrescentando que não haverá, em hipótese alguma, discussões sobre eleições ou sobre o futuro de Assad. Estimativas dão conta de que o conflito sírio matou mais de 400 mil pessoas desde março de 2011. Fonte: Associated Press.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.